SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.89 suppl.1Anemia, estado nutricional y parasitosis intestinales en niños pertenecientes a hogares vulnerables de Montevideo índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Archivos de Pediatría del Uruguay

versión impresa ISSN 0004-0584versión On-line ISSN 1688-1249

Resumen

GIACHETTO, Gustavo et al. Validação do escore clínico de Tal modificado para avaliar a gravidade nos casos de bronquiolite. Arch. Pediatr. Urug. [online]. 2018, vol.89, suppl.1, pp.43-48. ISSN 0004-0584.  http://dx.doi.org/10.31134/ap.89.s1.5.

Introdução:

podem-se utilizar diferentes escores para avaliar a gravidade da bronquiolite. No Uruguai, utilizou -se a escala modificada de Tal. Apesar de seu uso generalizado, não há dados sobre sua validade como teste diagnóstico.

Objetivo:

validar a escala clínica de Tal modificada em crianças com menos de 24 meses de idade internados com bronquiolite.

Material e métodos:

estudo transversal realizado com crianças menores de 24 meses internadas internadas em dois centros de saúde com primeiro episódio de bronquiolite. Foi realizado em duas etapas: 1) Piloto, junho-julho de 2016, para homogeneizar critérios e analisar concordância (N = 28); 2) Validação, junho a julho de 2017 (N = 110). A reprodutibilidade foi medida com confiabilidade pelo coeficiente alfa de Cronbach. Considerou-se significativo p <0,05. A validade foi avaliada por meio de a aparência lógica da escala.

Resultados:

a correlação interobservador para a escala global foi de 0,97 (p <0,01). As correlações interobservadores para cada item foram: freqüência respiratória 0,88; sibilância 0,79; Saturação de oxigênio 0,97 e retrações 0,93 (p <0,01). O coeficiente alfa de Cronbach para toda a escala foi de 0,35. Ao eliminar um item de cada vez, o coeficiente foi: sem frequência respiratória de 0,35; sem chiado 0,36; sem saturação de oxigênio 0,33 e sem retrações 0,07.

Discussão-conclusões:

observamos alta confiabilidade interobservador. Isso reforça a necessidade de treinamento prévio e a importância da expertise na aplicação de instrumentos com vários componentes clínicos. A confiabilidade da escala de Tal modificada é baixa e o grau de correlação entre os seus diferentes itens foi inadequada. É necessário analisar os resultados criticamente para a tomada de decisão.

Palabras clave : Bronquiolite aguda; Escala Tal; Estudos de validação.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )