ISSN 1688-3497 versão impresa
ISSN 0797-3691 versão online

DIRECTRIZES PARA OS AUTORES 

 

 

 

 

Objetivo e política

Directrizes para os autores



 

 

 

 

 

 

 

 

Objetivo e política

 

Dixit publica trabalhos acadêmicos originais e inéditos (artigos de pesquisa, resenhas, artigos de divulgação e atualização, entrevistas) e obra (fotografia, ilustração, roteiro, criação literária). O foco da revista é a Comunicação –nos campos do conhecimento e da prática profissional- e o seus possíveis diálogos com outras disciplinas, num estilo editorial que visa à leitura ágil de trabalhos rigorosos.

 

 

Directrizes para os autores

 

Contribuições
As colaborações devem ser submetidas exclusivamente através da plataforma OJS (revistadixit.ucu.edu.uy).

Os artigos submetidos a Dixit não podem ser apresentados ao mesmo tempo para sua publicação em outras revistas.

Currículo resumido
Os autores devem enviar um breve currículo, de no máximo 120 palavras, contendo afiliação acadêmica, maior nível de titulação obtido, atividade acadêmica ou profissional recente, e principais publicações ou trabalhos realizados.

Resumo expandido
No caso de artigos de pesquisa, além do resumo em espanhol e de abstract em inglês, os autores deverão enviar um resumo expandido do conteúdo do artigo, de no mínimo 400 e no máximo 800 palavras.

Formatação
Os textos deverão estar em formato Word, em fonte Times New Roman tamanho 12, espaçamento duplo. As notas deverão vir no rodapé da página, no mesmo tipo de fonte, tamanho 10, espaçamento simples. Os arquivos de imagem deverão ser encaminhados em formato JPG, em alta resolução de 300 dpi, 25 cm de largura e em escala de cinza.
Se houver tabelas, figuras, ilustrações ou fotografias, o autor deverá fornecer a informação necessária para identificá-las: título, legenda descritiva, data, autoria, fonte e créditos. Serão enviadas em arquivo separado nomeado “Anexos do título do artigo”, indicando na primeira página o título do artigo e o autor.
As resenhas de livros ou documentos escritos deverão apresentar as referências bibliográficas completas da obra resenhada: autor, ano de publicação, título, local de publicação, editora e número de páginas. Livros resenhados devem ter menos de dois anos de antiguidade. Resenhas de conferências devem apresentar os dados de lugar e data de realização. Todos devem incluir o nome e filiação institucional do autor da resenha.
Todo trabalho submetido a Dixit deve estar completamente concluído em forma e conteúdo.

Elementos formais
Todas as submissões a Dixit devem incluir título em espanhol e em inglês, dados do autor e afiliação institucional. Os artigos científicos ("Desde la Academia") devem conter também resumo em espanhol e abstract em inglês; cinco palavras-chave em espanhol e cinco em inglês. Citações às fontes e a lista de referências devem ser realizadas em APA 6 (ver pontos 7 e 9 a seguir). Os trabalhos de vários autores devem detalhar a contribuição de cada um para o artigo (ver ponto 10).

1. Título. Centralizado na parte superior da primeira página, deve apresentar de modo sintético, simples e claro a ideia principal do artigo. Sugere-se uma extensão máxima de 12 palavras. Se for preciso incluir um subtítulo, separar-se-á do título mediante ponto ou dois pontos.
2. Dados do autor. O nome e sobrenome do autor deve ser escrito centralizado, abaixo do título do trabalho. Diplomas e graus acadêmicos serão omitidos. O autor deve incluir seu código ORCID após seu nome. Se o autor não tiver um código ORCID, ele poderá ser processado gratuitamente em http://orcid.org.
3. Afiliação institucional. Centralizado, abaixo do nome do autor, indica a unidade acadêmica (departamento, centro, faculdade ou instituto) e o nome da universidade à qual se filia o autor. Caso o autor não pertença a uma instituição acadêmica, deverá indicar a cidade e o país de residência. Em ambos os casos, os elementos devem separar-se mediante vírgula. Imediatamente após, inserir uma chamada a nota de rodapé mediante asterisco, indicando país e correio eletrônico do autor.

4. Resumo do artigo e palavras chave em espanhol. Deverão ser escritos em folha distinta, com a legenda “Resumen” centralizada na parte superior da página. O resumo ou abstract é um parágrafo de até 150 palavras, com sentido completo, que apresenta de modo breve e claro: objetivo do artigo, conteúdos principais, metodologia adotada e conclusões, resultados, consequências extraídas ou aplicações desenvolvidas pelo autor.
Na linha abaixo do resumo, alinhada à esquerda, coloca-se a legenda “Palabras clave”, seguida de dois pontos, após os quais destacam-se cinco palavras que identificam o trabalho, ordenadas do geral ao particular.

5. Abstract e keywords em inglês. Um espaço abaixo das palavras chave, centralizada, coloca-se a legenda “Abstract”. Imediatamente abaixo, apresenta-se a tradução para o inglês do resumo. Na linha seguinte, alinhada à esquerda, escreve-se a legenda “Keywords”, seguida de dois pontos, após os quais coloca-se a tradução para o inglês das palavras chave.

6. Numeração das páginas. As páginas devem ser numeradas, iniciando pelo número 1, a partir da primeira folha do artigo.

7. Referências. Devem ser precisas, completas e úteis. Apresentam de modo confiável a localização dos trabalhos que têm influenciado diretamente a contribuição. Colocam-se seguindo o sistema autor-data, entre parêntese, imediatamente após uma citação textual, uma paráfrase ou após uma ideia de outro autor.

7. 1. Se for uma paráfrase ou uma descrição de ideias de outro autor, coloca-se entre parêntese o sobrenome do autor, separado da data de publicação mediante vírgula.
Exemplo: (Aguerre, 2007).

7. 2. Se for uma citação textual ou uma citação indireta, coloca-se entre parêntese, após a data de publicação e separado por uma vírgula, o número arábico da página ou páginas, antecedido da abreviatura “p.” ou “pp.”, conforme o caso.
Exemplos: (Rincón, 2006, p. 47); (Rincón, 2006, pp. 47-48).

7. 3. Se a citação textual tiver mais de 40 palavras, destaca-se em parágrafo distinto sem aspas. A referência entre parêntese escreve-se no mesmo parágrafo, imediatamente após a citação.

7. 4. Se houver citações de várias obras do mesmo autor com a mesma data de publicação, acrescenta-se uma letra minúscula após a data.
Exemplo: (Rincón, 2006a, p. 47).

7. 5. Se houver citação de citação textual, coloca-se entre parêntese o sobrenome do autor da fonte original e, imediatamente após, escreve-se “citado por”, seguido do sobrenome do autor, data de publicação e número de página da fonte consultada.
Exemplo: (Deleuze citado en Alliez, 1996, p. 49)

7. 6. Se houver referência a dois ou mais trabalhos de autores diferentes, apresentam-se separados por ponto e vírgula.
 Exemplo: (Aguerre, 2007; Rincón, 2006).

7. 7. Se o sobrenome do autor for mencionado no texto do artigo, não se coloca entre parêntese. Coloca-se apenas a data de publicação e o número de página se corresponder.
Exemplo: Rincón (2006, p. 17) afirma que “la comunicación es, entonces, un dispositivo potente para comprender estos tiempos”.
Se, além do sobrenome do autor, aparecer no texto do artigo a data de publicação, a mesma não se coloca entre parêntese.
Exemplo: Em 2006, Rincón afirma que “la comunicación es, entonces, un dispositivo potente para comprender estos tiempos” (p. 17).

8. Notas de rodapé. As notas não podem exceder as 80 palavras. Destinam-se a esclarecimentos, comentários, revisão bibliográfica ou qualquer outra informação complementar, que enriqueça ou esclareça o conteúdo da contribuição. Não usar abreviaturas latinas.

9. Lista de referências bibliográficas. Coloca-se após o artigo em página distinta, com a legenda “Referências bibliográficas” centralizada. Deve incluir apenas os documentos usados diretamente no trabalho (citados textualmente, parafraseados, descritos), ordenados alfabeticamente pelos sobrenomes dos autores. Cada entrada é alinhada à esquerda, sem recuo na primeira linha, e deve incluir os seguintes dados:

9. 1. Autor
a. Indica-se primeiro o sobrenome e, a seguir, separada por uma vírgula, a inicial (ou iniciais) do nome de até cinco autores. O nome do último autor deve vir precedido por uma vírgula seguida de “e”.

Exemplo: O’Sullivan, T., Hartley, J., Saunders, D., Montgomery, M., y Fiske, J. (1997).

b.  Quando houver mais de cinco autores, indica-se apenas o primeiro, iniciando pelo sobrenome. Os nomes dos outros autores são substituídos por et al. Essa locução latina significa “e outros” (et alii), não recebe itálico, deve vir precedida por uma vírgula e com um ponto depois de al. Nas referências no corpo do texto, a primeira citação duma obra deve trazer os sobrenomes de todos os autores entre parênteses: (Manderscheid, Ryff, Freeman, McKnight-Eily, Dhingra, e Strine, 2010). Nas citações subseqüentes da mesma obra, tanto como na lista de referências, apresenta-se apenas o sobrenome do primeiro autor, vírgula, e a seguir et al.: (Manderscheid, et al., 2010).

c. Em caso dos responsáveis da publicação serem editores, compiladores, diretores, coordenadores ou organizadores, a entrada deve ser feita pelos seus nomes, seguidos da abreviatura da função editorial entre parêntese.
Exemplo: Ojeda, M. A. N., y Grandío Pérez, M. del M. (Coords.). (2012).

d. A entrada deve ser feita da mesma forma caso a autoria corresponda a instituições ou organizações, como Real Academia Española, American Psychological Association (APA) ou UNESCO.

9. 2. Data de publicação. Deve ser inserida entre parêntese, separado do autor por ponto, e seguido de ponto.

9. 3. Título
a. De livro, revista, publicação periódica, obra de arte, filmes, vídeos, programas de televisão, deve ser escrito em itálico, seguido de ponto.
Exemplo: Ojeda, M. A. N., y Grandío Pérez, M. del M. (Coords.). (2012). Estrategias de comunicación en redes sociales. Usuarios, aplicaciones y contenidos.

b. De capítulo de livro, não recebe aspas e escreve-se sem itálico. A seguir, após um ponto, apresenta-se o sobrenome e a inicial do nome do autor e dos responsáveis da publicação; depois dum ponto segue em itálico o título do livro que o contem; imediatamente depois e entre parênteses, precedido pela abreviatura “pp.”, coloca-se o número de páginas que abrange o capítulo.

c. De artigo de revista, não recebe aspas e escreve-se sem itálico. A seguir, separado por um ponto, coloca-se em itálico o título da publicação que o contem e, separado por uma vírgula, o algarismo arábico do volume da publicação, também em itálico.
Exemplo: Aguerre, C. (2007). Los derechos de autor. Entre el equilibrio y la incompatibilidad. Dixit, 2.

9. 4. A cidade de publicação separa-se da casa editora (da produtora no caso de filme, do nome do museu no caso de obra de arte, etc.) por dois-pontos. Apenas em caso de ambigüidade coloca-se o nome do país entre parênteses. Não incluir o substantivo “editora”, exceto se for acompanhado de adjetivo, sendo ambos parte do nome da editora (por exemplo, Editorial Sudamericana) nem as abreviaturas Ed., Ltd., Co., S. A. de C. V., entre outras. Em caso de artigo de revista, o nome e o volume da publicação substituem o local de publicação e a casa publicadora.

9. 5. Os números de página apresentam-se entre parênteses e precedidos pela abreviatura “pp.” depois de nome de capítulo de livro. No caso de artigo de revista, colocam-se imediatamente depois do volume da publicação e sem abreviatura.

9. 6. A referenciação de documento eletrônico deve trazer autor, data da publicação, título do documento. O título não recebe itálico e escreve-se sem itálico. A seguir, depois dum ponto, apresenta-se o DOI (Digital Object Identifier, Identificador Digital de Objetos), se houver, ou indica-se “Disponível em” seguido do URL (Uniform Resourse Locator, Localizador Uniforme de Recursos) da página de Internet na qual o documento pode ser localizado. Não se coloca ponto depois do DOI, nem do URL e acrescenta-se a data de acesso apenas quando o documento for suscetível de modificações.
Exemplo: Izaguirre, M. (2011). El arte de saber movilizar saberes. Dixit, 15, 27-33. Recuperado de http://revistadixit.ucu.edu.uy/?table=articles&ID=21f348ab76a582d327894afa17bb0763&action=detail

10. Contribuçao autoral. Para aparecer como autor de um artigo acadêmico, o pesquisador deve ter contribuído substancialmente para a concepção do trabalho científico; na coleta, interpretação e análise de dados; na redação ou revisão do artigo e na aprovação final do conteúdo. Aqueles que não fizeram essas contribuições não se qualificam como autores e devem ser citados nos agradecimentos, onde se pode detalhar sua contribuição. Os autores devem incluir uma nota no final da lista de referências, que detalhará a contribuição de cada um, de acordo com o seguinte formato:
A concepção do trabalho científico foi feita pelo Autor x, Autor x e Autor x. A coleta, interpretação e análise dos dados ficou a cargo do Autor x e do Autor x. A redação ou revisão do manuscrito foi feita pelo Autor x e Autor x. Todos os autores revisaram e aprovaram o conteúdo final.

Exemplo de lista de referências
Referencias

Aguerre, C. (2007). Los derechos de autor. Entre el equilibrio y la incompatibilidad. Dixit, 2, 24-30.
American Psychological Association (2010). Manual de publicaciones de la American Psychological Association. México: El Manual Moderno
Balcázar, P., González-Arratia, N. I., Gurrola, G. M., y Moysén A. (2005). Investigación cualitativa. Toluca (México): Universidad Autónoma del Estado de México.
Balsa, M., y Bugallo, B. (2011). Industrias creativas y propiedad intelectual. Montevideo: Dicrea.
Dutto, M. C., Soler, S., y Tanzi S. (2008). Palabras más, palabras menos. Herramientas para una escritura eficaz. Montevideo: Editorial Sudamericana Uruguaya-Universidad Católica del Uruguay.
Izaguirre, M. (2011). El arte de saber movilizar saberes. Dixit, 15, 27-33. Recuperado de http://revistadixit.ucu.edu.uy/?table=articles&ID=21f348ab76a582d327894afa17bb0763&action=detail
Manderscheid, R. W., et al. (2010). Peer reviewed: Evolving definitions of mental illness and wellness. Preventing chronic disease. Recuperado de http://saludequitativa.blogspot.com/2009/12/evolving-definitions-of-mental-illness.html
Noguera Vivo, J. M. (2012). Los cambios en el discurso global de Twitter: trending topics y la nueva televisión (pp. 51-62). Ojeda, M. A. N., y Grandío Pérez, M. del M. (Coords.). Estrategias de comunicación en redes sociales. Usuarios, aplicaciones y contenidos. Barcelona: Gedisa.
Ojeda, M. A. N., y Grandío Pérez, M. del M. (Coords.). (2012). Estrategias de comunicación en redes sociales. Usuarios, aplicaciones y contenidos. Barcelona: Gedisa.
O’Sullivan, T., Hartley, J., Saunders, D., Montgomery, M., Fiske, J. (1997). Conceptos clave en comunicación y estudios culturales. Buenos Aires: Amorrortu.
Rincón, O. (2006). Narrativas mediáticas. O cómo se cuenta la sociedad del entretenimiento. Barcelona: Gedisa.

[Home] [Sobre nós] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.

© 2016 Universidad Católica del Uruguay. Departamento de Comunicación

8 de Octubre 2733
C.P 11.600
Montevideo - Uruguay

Tel: (598) 2487 27 17

dixit@ucu.edu.uy

mines.nogueiras@ucu.edu.uy