SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 issue1Beyond the dialectics between deterioration and gentrification author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Related links

Share


Revista Uruguaya de Antropología y Etnografía

Print version ISSN 2393-7068On-line version ISSN 2393-6886

Abstract

SALAZAR, Lourdes. Del crédito nos sostenemos, porque de contado nomás no: um estudo de caso etnográfico da dívida na costa de Nayarit, México. Rev. urug. Antropología y Etnografía [online]. 2021, vol.6, n.1, pp.37-49.  Epub June 01, 2021. ISSN 2393-7068.  http://dx.doi.org/10.29112/ruae.v6.n1.2.

As dívidas fazem parte do cotidiano de mulheres e homens no ejido de Aves del Paraíso, na costa de Nayarit, no México. As mais comuns são pequenas dívidas de 100 a $1.500 pesos mexicanos entre mulheres, amigas, irmãs e vizinhos. A característica deste tipo de dívida é que está atrelada ao consumo atual e às aspirações, uma das quais é deixar de “ser pobre”. Existem também outros tipos de dívidas que são contraídas por migrantes, homens e mulheres, quando vão para os Estados Unidos, pois precisam de dinheiro para pagar transporte, alimentação, hospedagem e para deixá-los com suas famílias. Neste artigo, vou me concentrar em dois tipos de dívida que estão intimamente ligados: pequenas dívidas e dívidas para migrar. Em contradição com a ideia de que a dívida destrói relacionamentos pessoais e comunidades, argumento que dívida reforçam laços duradouros de ajuda mútua.

Keywords : Dívidas; migração; consumo; aspirações; ajuda.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )