SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue1Comparison of four formulas to adjust the QT interval to the heart rate in a cardiac patientEmotional experience perceived by patients undergoing craniotomy with intraoperative awakening. author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Related links

Share


Revista Uruguaya de Medicina Interna

Print version ISSN 2393-6797On-line version ISSN 2393-6797

Abstract

CORDOVILLA, Darwin O.; LLAMBI, Laura  and  ROMERO, Selva. Tabagismo e níveis de colesterol HDL em pacientes atendidos em unidade de prevenção secundária cardiovascular. Rev. Urug. Med. Int. [online]. 2019, vol.4, n.1, pp.23-31. ISSN 2393-6797.  http://dx.doi.org/10.26445/04.01.5.

Introdução:

O tabagismo é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares em todo o mundo e localmente. Fumantes têm baixos níveis de colesterol HDL. A cessação do tabagismo aumenta os níveis de HDL e reduz o risco cardiovascular.

Objetivo:

determinar a relação dos níveis de colesterol HDL de acordo com o status de tabagismo.

Métodos:

Estudo observacional, longitudinal, analítico, retrospectivo. As informações foram retiradas de prontuários de pacientes com doença cardíaca isquêmica revascularizada, com status de fumante e níveis de colesterol HDL atendidos em uma Unidade de Prevenção Secundária. Os resultados foram analisados em frequências e médias. O qui-quadrado foi realizado para comparação de frequências e teste t de Student para comparação.

Resultados:

97 pacientes foram estudados. 48,5% eram fumantes, 30% ex-fumantes e 22% não fumantes. 58% dos fumantes ativos, 57% dos fumantes em cessação e 55% dos ex-fumantes tinham baixos valores de colesterol HDL. Aos seis meses: 60% dos fumantes ativos, 40% dos fumantes em cessação e 41% dos ex-fumantes tinham baixos valores de HDL. Ao comparar frequências, um valor de p 0,732 foi obtido no início e um valor de p 0,311 aos 6 meses, não estatisticamente significante. Os valores médios totais de HDL no início do estudo foram de 40,72 mg / dl e aos 6 meses, 43,42 mg / dl com um valor p de 0,003, estatisticamente significativo. Comparamos as médias iniciais do HDL dos pacientes que deixaram de fumar versus as médias do HDL dos ex-fumantes aos 6 meses, com um valor p de 0,054, o que limita a significância estatística.

Conclusões:

Os níveis de colesterol HDL foram baixos em fumantes. Observamos que a cessação do tabagismo causou uma tendência a aumentar os níveis de colesterol HDL.

Keywords : tabagismo; cessação do tabagismo; colesterol HDL.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )