SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue1Comparison of four formulas to adjust the QT interval to the heart rate in a cardiac patientEmotional experience perceived by patients undergoing craniotomy with intraoperative awakening. author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista Uruguaya de Medicina Interna

Print version ISSN 2393-6797On-line version ISSN 2393-6797

Abstract

CORDOVILLA, Darwin O.; LLAMBI, Laura  and  ROMERO, Selva. Tabagismo e níveis de colesterol HDL em pacientes atendidos em unidade de prevenção secundária cardiovascular. Rev. Urug. Med. Int. [online]. 2019, vol.4, n.1, pp.23-31. ISSN 2393-6797.  http://dx.doi.org/10.26445/04.01.5.

Introdução:

O tabagismo é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares em todo o mundo e localmente. Fumantes têm baixos níveis de colesterol HDL. A cessação do tabagismo aumenta os níveis de HDL e reduz o risco cardiovascular.

Objetivo:

determinar a relação dos níveis de colesterol HDL de acordo com o status de tabagismo.

Métodos:

Estudo observacional, longitudinal, analítico, retrospectivo. As informações foram retiradas de prontuários de pacientes com doença cardíaca isquêmica revascularizada, com status de fumante e níveis de colesterol HDL atendidos em uma Unidade de Prevenção Secundária. Os resultados foram analisados em frequências e médias. O qui-quadrado foi realizado para comparação de frequências e teste t de Student para comparação.

Resultados:

97 pacientes foram estudados. 48,5% eram fumantes, 30% ex-fumantes e 22% não fumantes. 58% dos fumantes ativos, 57% dos fumantes em cessação e 55% dos ex-fumantes tinham baixos valores de colesterol HDL. Aos seis meses: 60% dos fumantes ativos, 40% dos fumantes em cessação e 41% dos ex-fumantes tinham baixos valores de HDL. Ao comparar frequências, um valor de p 0,732 foi obtido no início e um valor de p 0,311 aos 6 meses, não estatisticamente significante. Os valores médios totais de HDL no início do estudo foram de 40,72 mg / dl e aos 6 meses, 43,42 mg / dl com um valor p de 0,003, estatisticamente significativo. Comparamos as médias iniciais do HDL dos pacientes que deixaram de fumar versus as médias do HDL dos ex-fumantes aos 6 meses, com um valor p de 0,054, o que limita a significância estatística.

Conclusões:

Os níveis de colesterol HDL foram baixos em fumantes. Observamos que a cessação do tabagismo causou uma tendência a aumentar os níveis de colesterol HDL.

Keywords : tabagismo; cessação do tabagismo; colesterol HDL.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )