SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue1Descriptive study of patients with COPD assisted in internal medicine of the Hospital Pasteur of Montevideo: demographic characteristics and comorbiditiesSmoking and HDL colesterol levels in patiens assisting a cardiovascular secundary prevention unit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista Uruguaya de Medicina Interna

Print version ISSN 2393-6797On-line version ISSN 2393-6797

Abstract

SORIANO-MORENO, Anderson N.  and  FLORES-MALPARTIDA, Freddy. Comparação de quatro fórmulas para ajustar o intervalo QT à freqüência cardíaca em pacientes com doença cardíaca. Rev. Urug. Med. Int. [online]. 2019, vol.4, n.1, pp.16-22. ISSN 2393-6797.  http://dx.doi.org/10.26445/04.01.4.

Introdução:

O prolongamento do intervalo QT no eletrocardiograma é um fator de risco conhecido para o desenvolvimento de eventos cardiovasculares. Na América Latina, há poucas evidências sobre a epidemiologia desse tipo de alteração eletrocardiográfica. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência do intervalo QT longo corrigido de acordo com quatro fórmulas.

Metodologia:

Estudo descritivo retrospectivo. Uma revisão de 156 registros eletrocardiográficos de 12 derivações realizadas em pacientes com mais de 40 anos foi realizada. As medidas foram feitas manualmente e posteriormente os valores foram ajustados à freqüência cardíaca por meio de quatro fórmulas validadas existentes. O intervalo QT longo foi considerado quando a duração ultrapassou 470 ms.

Resultados:

Dos 156 prontuários analisados, 55,7% dos prontuários pertenciam a pacientes do sexo feminino e a média de idade foi de 70,3 ± 9,7 anos. 9,6% dos registros foram considerados longos usando a fórmula de Bazzet, 4,4% usando a fórmula de Hodges, 3,8% usando a fórmula de Fridericia e 3,2% usando a fórmula de Fraingham. A fórmula de Fridericia foi considerada a mais consistente para ajustar o intervalo QT à frequência cardíaca.

Conclusão:

Dependendo da fórmula utilizada, a prevalência do intervalo QT longo variou significativamente. A fórmula da Fridericia foi a que apresentou a melhor consistência.

Keywords : Intervalo QT longo; Eletrocardiografia; Arritmias.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )