SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 número1Esclerosis sistémica: forma de presentación y manejo terapéutico: experiencia de un grupo de trabajo en Enfermedades Autoinmunes Sistémicas.Tratamiento complementario de heridas crónicas con factor de crecimiento estimulante de colonias de granulocitos. A propósito de dos casos clínicos. índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Revista Uruguaya de Medicina Interna

versión impresa ISSN 2393-6797versión On-line ISSN 2393-6797

Resumen

CECILIA, Cecilia et al. Avaliação da qualidade dos cuidados e do nível de satisfação dos pacientes atendidos em uma Unidade de Ensino Assistido de Mastologia do Hospital de Clínicas "Dr. Manuel Quintela". Rev. Urug. Med. Int. [online]. 2018, vol.3, n.1, pp.23-29. ISSN 2393-6797.  http://dx.doi.org/10.26445/rmu.3.1.3.

Introdução:

Nos últimos anos, tornou-se muito importante avaliar a satisfação dos usuários com serviços de saúde, o que está significativamente associado aos resultados obtidos em saúde. A satisfação do paciente desempenha um papel importante na manutenção do uso dos serviços de saúde, na continuidade da relação médico-paciente e na adesão aos tratamentos indicados.

Objetivos:

Conhecer o grau de satisfação expressado pelos pacientes atendidos na Unidade de Assistência de Ensino de Mastologia do Hospital de Clínicas e identificar os aspectos a serem melhorados. Material e métodos Estudo prospectivo, aprovado pelo comitê de ética do Hospital de Clínicas, no qual foi aplicada uma pesquisa de satisfação anônima com 13 perguntas fechadas e uma aberta e dados coletados sobre a idade eo tipo de tratamento oncológico recebido.

Resultados:

Foram entrevistados 91 pacientes que participaram da consulta em um período de dois meses. As respostas mostram um alto grau de satisfação do paciente com a assistência geral recebida, com uma pontuação média de 3,26 (IC 95% 3,18-3,34) (intervalo: 1: pobre; 5: excelente), sendo este resultado independente da faixa etária e o tipo de tratamento contra o câncer recebido. No entanto, 38,5% dos pacientes que trabalham pensam que não poderiam discutir o impacto da doença em seus trabalhos (média 1,82, IC 95%: 1,66-1,97) (intervalo 0: nenhum; tanto quanto eu queria) e 27% do total de entrevistados pensam que não poderiam discutir o impacto que sua doença teve em suas atividades diárias (média 2.13 IC 95% 2.12 - 2.14) (intervalo: 0: nada ; 3: sim, tanto quanto eu queria) ou em seus relacionamentos pessoais (27; 30%, média 2,0 IC 95% 1,93-2,2) (classificação: 0: nada; 3: sim, tanto quanto eu queria).

Conclusões:

A pontuação geral é muito satisfatória, com dimensões que devem ser melhoradas com maior ênfase na comunicação sobre o impacto da doença nas atividades diárias, nas relações pessoais e no trabalho. Consideramos importante implementar avaliações periódicas da qualidade dos cuidados que nos permitem comparar os resultados e desenvolver um processo de melhoria contínua.

Palabras clave : pesquisas; satisfação; câncer de mama.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )