SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número1Torsión de cordón espermático: análisis de situación en un período de 4 años en la Clínica Quirúrgica Pediátrica del Centro Hospitalario Pereira Rossell, Montevideo, Uruguay índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Anales de la Facultad de Medicina

versión On-line ISSN 2301-1254

Resumen

CAMEJO, Natalia et al. Avaliação da saúde sexual nas pacientes sobreviventes ao câncer de mama e do grau de interesse em resolver as dificuldades na consulta médica. Anfamed [online]. 2020, vol.7, n.1, 01202.  Epub 01-Jun-2020. ISSN 2301-1254.  http://dx.doi.org/10.25184/anfamed2020v7n1a1.

Introdução:

A disfunção sexual produzida pelo CM e suas diversas formas de tratamento está presente em até 60 % das pacientes. Atualmente, a sexualidade continua sendo uma questão evitada, e muitas vezes os médicos não abordam o assunto alegando falta de tempo, conhecimento e experiência para tratá-lo.

Objetivos:

Avaliar a saúde sexual das pacientes sobreviventes ao CM e o grau de interesse em receber ajuda médica para abordar e tratar seus problemas sexuais. Material e métodos: Foram incluídas pacientes diagnosticadas com CM precoce, atendidas na Unidade de Mastologia do Serviço de Oncologia do Hospital de Clínicas, com a aprovação do Comitê de Ética do Hospital de Clínicas. O questionário selecionado é o utilizado na Clínica de Oncologia Médica da Universidade de Chicago.

Resultados:

Foram incluídas 128 pacientes, a maioria tinha parceiro e idade acima de 50 anos, 98 pacientes (76,5 %) se mantiveram sexualmente ativas nos últimos 12 meses e 85 (86,7 %) tiveram problemas sexuais. A maioria (67 pacientes; 68,3 %) respondeu que a sexualidade era importante na sua vida, 85 (86,6 %) mostraram interesse em receber atendimento para tratar suas dificuldades sexuais, e 72 (73,4 %) consideraram provável falar sobre essas dificuldades com um médico. No entanto, apenas 29 (29,6 %) tinham procurado ajuda médica para tratá-las, e a maioria delas ficaram insatisfeitas com o atendimento recebido. 80,6 % (79) estariam dispostas a participar de um programa voltado a confrontar os problemas sexuais.

Conclusões:

Nossos resultados revelam a necessidade de atendimento médico na saúde sexual das pacientes diagnosticadas e tratadas por CM. Os futuros estudos deverão estar focados em desenvolver e avaliar o sucesso das intervenções específicas no tratamento da disfunção sexual nessas pacientes e, o que é ainda mais importante, em desenhar estratégias para sua prevenção.

Palabras clave : saúde sexual; câncer de mama.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )