SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue1Characteristics of male breast cancer in a Uruguayan populationLow acute respiratory infections in children under 2 years. 2014 winter hospitalizations author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Related links

Share


Anales de la Facultad de Medicina

On-line version ISSN 2301-1254

Abstract

FRATELLI, Rodrigo; CASALES, Nicolás; OEHLER, Mauricio  and  FRANCESCOLI, Luis. Instabilidade pós-traumática do cotovelo. Revisão bibliográfica. Anfamed [online]. 2018, vol.5, n.1, pp.68-81. ISSN 2301-1254.  http://dx.doi.org/10.25184/anfamed2018v5n1a4.

Introdução:

Dislocaçõessão de 10% a 25% de todas as lesões no cotovelo. Aproximadamente 15% dos pacientes ficam com algum síntoma compatívelcom instabilidade. O objetivo deste trabalho é rever na literatura os diferentes tratamentos propostos para esta complicação a pósuma simples deslocação do cotovelo.

Materiais e métodos:

Uma pesquisa foi feita em bancos de dados: Medline (interface Pub-Med) e Bireme para estudos dos últimos dez anos. Foram selecionados artigos que atendem a os critérios de inclusão e exclusão, extraindo os dados relevantes e os resultados deles. A busca gerou um total de 596 artigos, dos quais 10 atendem a os critérios de incluso propostos no início da pesquisa.

Discussão:

Analisamos e comparamos as taxas de instabilidade após deslocamento, os diferentes tipos de tratamento e complicações.

Conclusão:

Existe consenso na literatura analisada segundo a qualum teste de estabilidade do cotobelo deve ser realizado em agudos para definir o tratamento. Sobre o tratamento os cotovelo sin stáveis a literatura é diversa e faltam estudos comparativos para realizar recomendações.

Keywords : dislocações de cotovelo; instabilidade de cotovelo.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )