SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1Análisis psicométrico de la PANAS en BrasilTácticas de resolución de conflictos conyugales y parentales en familias sur-brasileñas índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Ciencias Psicológicas

versión impresa ISSN 1688-4094versión On-line ISSN 1688-4221

Resumen

PIOLI DOS SANTOS, Daniele; DE CARVALHO RODRIGUES, Jaqueline  y  FUMAGALLI DE SALLES, Jerusa. Influência dos sintomas de depressão nas funções neuropsicológicas após acidente vascular cerebral. Cienc. Psicol. [online]. 2019, vol.13, n.1, pp.56-66. ISSN 1688-4094.  http://dx.doi.org/10.22235/cp.v13i1.1809.

Analisou-se a frequência de sintomas de depressão e sua influência no desempenho cognitivo pós-AVC. Participaram 60 adultos (M = 64.43; DP = 12.42 anos de idade) avaliados de 102 a 283 dias pós-AVC (M = 140.65; DP = 28.01). Administrou-se a Triagem Cognitiva nas Doenças Cerebrovasculares (TRIACOG), Figuras Complexas de Rey, Dígitos, Rey Verbal, FAS, Five Digit Test e Inventário de Depressão Beck (BDI-II). Aproximadamente 42% dos participantes apresentaram sintomas de depressão pós-AVC, com maior frequência de Falta de energia, Alterações no padrão de sono, Cansaço ou fadiga e Perda de interesse por sexo. Houve associação significativa entre desempenho nas tarefas neuropsicológicas e itens somáticos do BDI-II. Sintomas de depressão e gravidade do quadro neurológico explicaram entre 22 e 33% da variância do desempenho em memória, atenção e velocidade de processamento da informação. Sintomas de fadiga e depressão pós-AVC influenciaram na autopercepção negativa durante a avaliação

Palabras clave : acidente vascular cerebral; avaliação neuropsicológica; depressão; neuropsiquiatria; saúde mental.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español | Inglés     · Español ( pdf ) | Inglés ( pdf )