SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.91 suppl.2Congenital syphilis in Paysandú Department at present (2015-2019) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Related links

Share


Archivos de Pediatría del Uruguay

Print version ISSN 0004-0584On-line version ISSN 1688-1249

Abstract

MUNOZ, Ximena et al. Terapia por inalação: avaliação de uma intervenção de treinamento com estudantes de medicina, estudantes de pós-graduação em pediatria e cuidadores de crianças e adolescentes internados em um hospital pediátrico de referência de junho a agosto de 2019. Arch. Pediatr. Urug. [online]. 2020, vol.91, suppl.2, pp.43-48.  Epub Dec 01, 2020. ISSN 0004-0584.  http://dx.doi.org/10.31134/ap.91.s2.5.

Introdução:

as patologias respiratórias bronco-obstrutivas são uma causa frequente de internações hospitalares e a inalação é ainda a principal opção de tratamento.

Objetivos:

aprender sobre a técnica de inalação realizada por estudantes de Medicina e Pediatria e por cuidadores de crianças e adolescentes hospitalizados.

Metodologia:

estudo prospectivo, descritivo, realizado de junho a agosto de 2019. Elaborou-se um questionário sobre a técnica de inalação que requer máscara facial e bocal e sobre a higiene do dispositivo. Pediu-se ao cuidador que descrevesse o procedimento realizado ao administrar drogas inaladas. Fizemos uma intervenção explicando a técnica correta e pedimos ao cuidador que descrevesse o procedimento novamente. Avaliamos aos estudantes de medicina e aos de pós-graduação em Pediatria de acordo com as recomendações internacionais.

Resultados:

dos 80 participantes, 3 realizaram o procedimento adequadamente. Após a intervenção, 27 deles realizaram a técnica corretamente. 3 participantes realizaram a higiene do dispositivo corretamente antes da intervenção e, após a intervenção, 44 a realizaram corretamente. Participaram 25 profissionais de saúde, 15 descreveram corretamente o procedimento para crianças menores de 5 anos e 7 descreveram corretamente para crianças maiores. Após o workshop informativo, 24 conseguiram descrever adequadamente a técnica para crianças menores de 5 anos e 15 para pacientes mais maiores.

Conclusões:

a maioria dos cuidadores desconhecem as técnicas corretas de terapia por inalação. Devem-se implementar intervenções regulares destinadas a avaliar e treinar pacientes. É essencial treinar a equipe de saúde para melhorar a qualidade de uso do dispositivo.

Keywords : Terapia respiratória; Inaladores dosimetrados; Educação.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )