SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.89 número5Sobrepeso, obesidad e hipertensión arterial en niños, una aproximación al problema índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Archivos de Pediatría del Uruguay

versión impresa ISSN 0004-0584versión On-line ISSN 1688-1249

Resumen

ROMERO, Mario et al. Uso de cânula nasal de alto fluxo para o tratamento de infecções respiratórias baixas em cuidados pediátricos moderados do Departamento de Flórida, Uruguai. Arch. Pediatr. Urug. [online]. 2018, vol.89, n.5, pp.295-300. ISSN 0004-0584.  http://dx.doi.org/10.31134/ap.89.5.1.

A oxigenoterapia de alto fluxo por cânula nasal (CNAF) é um método não invasivo de suporte respiratório, desenvolvido com excelentes resultados em serviços pediátricos de emergência e cuidados moderados, para o tratamento das infecções respiratórias baixas de etiologia viral.

Objetivo:

descrever e analisar as características clínicas e a evolução de crianças menores de 2 anos de idade com infecções respiratórias de provável etiologia viral, que receberam tratamento com CNAF, no Serviço de Atendimento Pediátrico Moderado do Departamento de Flórida, Uruguai.

Método:

estudo observacional, descritivo, retrospectivo. n = 10. Critérios de inclusão: todas as crianças com menos de 2 anos de idade com as doenças respiratórias mencionadas, que foram atendidos utilizando CNAF de 1 Junho a 31 de outubro de 2017. Critérios de inclusão: Score de Tal modificado o mais ou igual 7 mantido, Score de Tal mais ou igual 9 desde o início, ou saturação de O2 menor ou igual 90% com oxigenoterapia convencional. Os critérios para sucesso foram definidos de acordo com a resposta e a evolução clínica. Nos casos de falha da técnica, os pacientes foram encaminhados ao Centro de Terapia Intensiva (CTI), para realizar outras modalidades de suporte ventilatório. Em todos os casos, foi realizada a gasometria de pré-conexão, que não foi repetida se a técnica teve sucesso. Registramos diferentes variáveis, como: idade, origem, sexo, instituição médica, comorbidades, motivo para a conexão, aspirado nasofaríngeo, tempo de aplicação da técnica e resultados.

Resultados:

foram incluídos 10 pacientes, com média de idade de 8,1 meses, 6 do sexo feminino; em 9 casos a razão para a conexão foi um Score de Tal mais ou igual 7 mantido desde o início do tratamento; 7 tiveram diagnóstico negativo e aspirado nasofaríngeo e 3 foram reativos para o vírus sincicial respiratório. A aplicação média foi de 54,9 horas e a técnica obteve sucesso em 7/10 casos. Nos 3 casos em que houve falha, os pacientes foram transferidos por ambulância especializada pediátrica, sem suspender a técnica, e na evolução necessitaram de assistência respiratória invasiva.

Conclusões:

o uso do CNAF no serviço de pediatria do Departamento de Florida, Uruguai, resolveu com sucesso 7/10 casos de lactentes com insuficiência respiratória hipoxêmica no contexto de infecção respiratória baixa.

Palabras clave : Infecções respiratórias; Cânula.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )