SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.89 número4Aplicación de oxigenoterapia por cánula nasal de alto flujo versus oxigenación por bajo flujo en neonatos con bronquiolitis hospitalizados en salas de un centro de referencia en Uruguay índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Archivos de Pediatría del Uruguay

versión impresa ISSN 0004-0584versión On-line ISSN 1688-1249

Resumen

TORRES, Deborah; SILVERA, Fernando  y  BORBONET, Daniel. A TRALI em recém-nascidos. Relato de caso clínico. Arch. Pediatr. Urug. [online]. 2018, vol.89, n.4, pp.264-270. ISSN 0004-0584.  http://dx.doi.org/10.31134/ap.89.4.6.

Os recém-nascidos, especialmente os prematuros, são um dos grupos que recebem maior quantidade de hemoderivados. Embora os riscos associados tenham diminuído com o tempo, as transfusões ainda podem trazer complicações1,2.

A TRALI (lesão pulmonar aguda relacionada à transfusão) é uma complicação rara, mas potencialmente grave. Inicialmente reconhecida em adultos, os casos foram posteriormente descritos em crianças. Em neonatos, há apenas um caso confirmado e publicado a nível internacional. A incidência real é incerta, dado que existe pouco conhecimento da patologia e é pouco relatada. A TRALI é provocada por danos no endotélio vascular pulmonar e causa edema pulmonar e subsequentemente hipoxemia. O tratamento é de suporte3. A prevenção baseia-se principalmente na revisão permanente das indicações de transfusão de hemoderivados e na comunicação fluida com a equipe de hemoterapia para o diagnóstico oportuno.

Descrevemos o caso clínico de um recém-nascido prematuro que apresentou hipoxemia durante transfusão de concentrado de hemácias com necessidade de ventilação mecânica, alterações hemodinâmicas e febre. Descartamos processos infecciosos. A radiografia de tórax mostrou infiltrados compatíveis com edema pulmonar. Descartamos insuficiência cardíaca. Realizamos tratamento de suporte de funções vitais. A evolução foi favorável durante 72 horas. O caso foi relatado ao serviço de Hemoterapia. Para evitar transfusões desnecessárias, é importante que cada serviço revise periodicamente as diretrizes de transfusão de hemoderivados.

Palabras clave : Lesão pulmonar aguda relacionada à transfusão; Reação transfusional; Recém-nascido prematuro.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )