SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.89 número4Colonización nasofaríngea por serotipos de Streptococcus pneumoniae en niños uruguayos antes y después de la introducción de las vacunas antineumocóccicas conjugadasInfecciones de piel y partes blandas tratadas en forma ambulatoria en un hospital pediátrico en Uruguay luego de diez años de la epidemia de SAMR índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Archivos de Pediatría del Uruguay

versión impresa ISSN 0004-0584versión On-line ISSN 1688-1249

Resumen

CASURIAGA, Ana et al. Auditoria do prontuário médico do paciente: uma ferramenta de avaliação da qualidade assistêncial. Hospital Pediátrico Pereira Rossell. Arch. Pediatr. Urug. [online]. 2018, vol.89, n.4, pp.242-250. ISSN 0004-0584.  http://dx.doi.org/10.31134/ap.89.4.3.

Introdução:

a auditoria médica é a análise crítica e sistemática do processo de cuidado da saúde, e inclui procedimentos diagnósticos e terapêuticos, o uso de recursos e seus resultados. Ter um sistema de auditoria é um instrumento para melhoria contínua da qualidade do cuidado da saúde.

Objetivo:

avaliar a qualidade dos prontuários eletrônicos das crianças hospitalizadas.

Métodos:

estudo transversal do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) de pacientes descarregados das áreas de cuidado moderado dum centro de referência entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2015. As variáveis analisadas foram: dados pessoais dos pacientes, curvas de crescimento, antecedentes socioeconômicos, renda, evolução, prescrição, transcrição, diagnóstico e resumo no momento da alta hospitalar. Três categorias foram estabelecidas: Escore Suficiente maior ou igual 80%, Aceitável 60-79%, Insuficiente <60%. A qualidade do PEP foi analisada em quanto à idade, permanência hospitalar, diagnóstico na alta e estação do ano. Foi realizada uma amostragem aleatória (prevalência esperada de erro de 50%, precisão de 5%, poder de 80%) (N = 385 PEP). Considerou-se significativo p <0,05.

Resultados:

dos 385 PEP analisados, 52% (202) foram do sexo masculino, e a mediana da idade 3 meses. Suficientes 17%, Aceitáveis 49,6% e Insuficientes 33,4%. Os PEP foram suficientes maiormente nas crianças menores de 1 ano (21,5% vs. 14%) e que tinham permanecido menor ou igual 3 dias no hospital (21% vs. 11%) p <0,05. Os PEP foram Insuficientes maiormente no inverno (43% vs. 29%, p <0,05).

Conclusão:

é necessário aprofundar o estudo desses resultados através de uma análise qualitativa. Se deve implementar um sistema contínuo de auditoria de PEP e avançar no desenvolvimento dos Prontuários Eletrônicos para melhorar o gerenciamento clínico dos hospitais.

Palabras clave : Auditoria Médica; Auditoria clínica; Qualidade da assistência à saúde; Registros médicos.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )