SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número4Experiencia en sedoanalgesia vinculada a procedimientos en un departamento de emergencia pediátricaSíndrome de cola de caballo secundario a hernia discal índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión impresa ISSN 0303-3295versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

BRUNET, Nicolás et al. Intencionalidade da gravidez e cuidado pré-natal no Uruguai. Rev. Méd. Urug. [online]. 2020, vol.36, n.4, pp.52-82.  Epub 01-Dic-2020. ISSN 0303-3295.  http://dx.doi.org/10.29193/rmu.36.4.4.

Introdução:

há anos, o número de gestações não intencionais no Uruguai gira em torno de 40%; este número é alto em comparação com outros países que também têm baixa fecundidade e explica as dificuldades de acesso e uso de métodos anticoncepcionais modernos. Além disso, diversos estudos mostram que a gravidez não intencional está associada ao pré-natal insuficiente e piores parâmetros do recém-nascido em comparação com o nascimento decorrente da gravidez intencional.

Objetivos:

analisar a associação entre intencionalidade da gravidez e assistência pré-natal no Uruguai, a partir do estudo de sua incidência na detecção precoce da gravidez e práticas não saudáveis durante a gravidez (tabagismo e etilismo).

Método:

os nascimentos não intencionais e prematuros (não desejados no momento) são considerados dois grupos de tratamento e comparados com o grupo de partos intencionais. O efeito líquido da intencionalidade da gravidez sobre as práticas de saúde durante a gravidez é examinado usando técnicas de correspondência de pontuação de propensão (PSM). São utilizados os dados da Pesquisa de Nutrição, Desenvolvimento Infantil e Saúde (ENDIS), um estudo de painel que coleta informações desde 2013 de mães com filhos de 0 a 3 anos em domicílios localizados em áreas urbanas do Uruguai (mais de 5.000 habitantes).

Resultados:

antes de realizar a comparação por PSM, as diferenças entre os grupos de intenção de gravidez foram significativas para recrutamento precoce e tabagismo, enquanto ter bebido álcool não foi associado a diferenças significativas entre os grupos de intenção de gravidez.

Palabras clave : Gravidez não desejada; Cuidado pré-natal; Pontuação de propensão.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )