SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número3Modificación de la normativa nacional sobre ética de la investigación en seres humanos. Decreto 158/19 del 3 de junio de 2019Tratamiento del infarto segmentario idiopático de epiplón mayor en el adulto mediante omentectomía laparoscópica índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión impresa ISSN 0303-3295versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

SCASSO, Carolina  y  MEDINA, Julio. Desafios das publicações científicas na pandemia devido ao novo coronavírus (SARS-CoV-2). Rev. Méd. Urug. [online]. 2020, vol.36, n.3, pp.198-215.  Epub 01-Sep-2020. ISSN 0303-3295.  http://dx.doi.org/10.29193/rmu.36.3.9.

A pandemia pelo novo coronavirus (SARS-CoV-2) causou mudanças inesperadas sobre a forma em que se produz e se publica o conhecimento científico. Eventos recentes acenderam o debate sobre a qualidade da informação que está sendo divulgada. No contexto da pandemia, a comunidade científica respondeu aumentando exponencialmente o número de pesquisas e a rapidez em que estavam acessíveis. Embora tivessem o objetivo louvável de gerar avanços no conhecimento do SARS-CoV-2 (COVID-19) esta situação trouxe alguns riscos.

Neste artículo de opinião abordamos vários tópicos como : 1) o livre acesso para compartilhar a literatura científica relevante de forma aberta e rápida; 2) o impacto dos repositórios más conhecidos de preprints como medRxiv, aRxiv, bioRxiv e ChemRxiv; 3) a utilização de inteligência artificial aplicada a análise de dados, por exemplo, COVID-19 Open ResearchDataset (CORD-19) ou SciSight; 4) as estratégias para manter o rigor científico - seja através de uma curadoria aberta pela comunidade científica ou através de OutbreakScience Rapid PREreview do Wellcome Trust, ou o 2019 Novel Coronavirus Research Compendium (NCRC); 5) Finalmente, abordamos os dilemas da revisão por pares que busca melhorar a transparência deste processo. Assim, vários autores impulsam que a arbitragem aberta seja a norma, quer dizer - que se publique o manuscrito original junto com sua revisão, incluindo ou não o nome dos revisores.

Pode-se observar como não tudo o que foi publicado manteve os padrões de qualidade requeridos e como a velocidade conspira contra a boa ciência. Devemos considerar o que é publicado como preprint como dados preliminares e, que mesmo frente aos artigos publicados em revistas auditadas seria razoável manter certo grau de ceticismo. A revisão sistemática dos estudos científicos é imprescindível, seja feita da forma tradicional ou utilizando as novas ferramentas desenvolvidas durante esta pandemia. As políticas de saúde e os padrões de cuidados devem estar baseados em conhecimentos sólidos, obtidos de forma transparente, para que mesmo em momentos de incerteza, todos os autores estejamos convencidos de que o caminho indicado é o melhor com a informação disponível no momento.

Palabras clave : Coronavirus; Publicações científicas e técnicas; Disseminação de informação.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )