SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número3Estudio de incidencia de riesgos y eventos vinculados a la seguridad en una unidad de cuidados intensivosUtilidad de las técnicas de biología molecular en neuroinfecciones índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Links relacionados

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión impresa ISSN 0303-3295versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

BOVE, María Isabel et al. Sobrepeso, obesidade e níveis de pressão arterial em crianças de nível 5 de jardins de infância públicos de Montevidéu: prevalência e fatores associados. Rev. Méd. Urug. [online]. 2020, vol.36, n.3, pp.31-64.  Epub 01-Sep-2020. ISSN 0303-3295.  http://dx.doi.org/10.29193/rmu.36.3.2.

Introdução:

nos últimos anos observou-se um aumento da prevalência de sobrepeso e obesidade no Uruguai. A evidência científica mostra que as condições de vida na primeira infância são determinantes.

Objetivo:

determinar a prevalência de sobrepeso, obesidade e os niveles de pressão arterial (PA) braquial e identificar fatores de risco associados em crianças com 5 anos que frequentam jardines de infância públicos em Montevidéu.

Métodos:

estudo transversal (7/2016-6/2017) em uma amostra representativa de 771 crianças com 5 anos de jardins de infância públicos de Montevidéu. Foram coletados dados sobre a história e o comportamento alimentar, atividade física, hábitos de sono e peso e altura materna. Os dados antropométricos e PA braquial de todas as crianças foram registrados.

Resultados:

a prevalência de sobrepeso ou obesidade foi de 40,6% (I.C.95%:37,4-44,3), obesidade 16,5% (I.C.95%:13,9-19,1) e obesidade abdominal 12,9% (I.C.95%:11,0-15,8). 29,4% das mães informaram sobrepeso e 21,9% obesidade. Observou-se sedentarismo em 58,3%, exposição prolongada a telas de equipamentos eletrônicos em 60,4% e poucas horas de sono em 40,9%. O consumo frequente de alfajores, obleias e pães com altos teores de açúcar e gordura no café da manhã, de embutidos nos dias de semana, preferência de alimentos com publicidade, e a informação de sobrepeso ou obesidade materna estava associado a obesidade infantil. As crianças com sobrepeso, obesidade e/ou obesidade abdominal apresentaram niveles mais altos de PA braquial.

Conclusões:

a prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças com 5anos de jardins de infância públicos de Montevidéu é elevada. O sobrepeso e obesidade materna e os hábitos relacionados à alimentação, atividade física e sono, estão associados à sua presença.

Palabras clave : Sobrepeso; Obesidade pediátrica; Criança; Hipertensão; Prevalência; Fatores de risco.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )