SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue1Urachal carcinoma, a rare malignant neoplasm author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Related links

Share


Revista Médica del Uruguay

Print version ISSN 0303-3295On-line version ISSN 1688-0390

Abstract

FRATELLI ALVAREZ, Rodrigo Matías; TESKE, Viviana  and  CUNEO, Alejandro. Fraturas com Deslocamento de Epicôndilo Medial. Revisão Bibliográfica Sistematizada. Rev. Méd. Urug. [online]. 2018, vol.34, n.1, pp.134-151. ISSN 0303-3295.  http://dx.doi.org/10.29193/rmu.34.1.7.

Introdução:

a fratura de epicôndilo medial representa 12 a 20 % das fraturas do cotovelo em crianças. Existe controvérsia na indicação do tratamento para fraturas com deslocamento superior a 2 mm. O objetivo deste trabalho é revisar a indicação e os resultados dos diferentes tratamentos realizados nos casos de fraturas de epicôndilo medial com deslocamento de mais de 2 mm.

Materiais e métodos:

foram utilizadas as bases de dados electrónicas PubMed e de Bireme. A pesquisa bibliográfica recuperou 313 artículos sendo que 9 cumpriam com os critérios de inclusão propostos no inicio do trabalho.

Discussão:

foram analisados e comparados os métodos de diagnóstico por imagem utilizada e seu rendimento, os diferentes tipos de tratamento e as complicações.

Conclusão:

o deslocamento da fratura não deve ser o determinante do tratamento, mas sim a energia traumática e a estabilidade em valgo do cotovelo. Foram informados resultados excelentes tanto com tratamento conservador como cirúrgico das fraturas com deslocamento de epicôndilo medial. Faltam estudos comparativos com seguimento em longo prazo com evidencias de alta qualidade para recomendar o tipo de tratamento nos casos de fraturas com deslocamento de epicôndilo medial.

Keywords : Fraturas do úmero; Articulação do cotobelo; Criança.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )