SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número4Manejo clínico de la equinococosis quística hepática, estadio CE3b, combinando tratamiento médico-estrategia de vigilancia y espera: a propósito de un casoAlarma por la resistencia a antimicrobianos: situación actual y desafíos índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión impresa ISSN 0303-3295versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

PIREZ, María Catalina et al. Transmisión vertical del Trypanosoma cruzi. Consideraciones y recomendaciones acordadas en la Mesa Final de laJornada. Rev. Méd. Urug. [online]. 2017, vol.33, n.4, pp.96-103. ISSN 0303-3295.

Com a eliminação da transmissão vetorial de Trypanosoma cruzi e o controle da transmissao transfusional, a infecção vertical é a única forma relevante de transmissão deste parasita no Uruguai. A persistência de pessoas adultas infectadas cronicamente aumenta o risco do aparecimento de doença de Chagas congênita, que pode acontecer em mais de uma geração com uma mesma ascendencia. Uma das consequências dos deslocamentos populacionais constantes é que o risco de transmissão congênita esteja presente em todo o território nacional, expandindo-se além das áreas endêmicas delimitadas inicialmente pela presença do vetor domiciliar. A transmissão vertical de Trypanosoma cruzi, por tanto, não tem fronteiras nem limites geracionais e como consequência de seu subdiagnóstico foram registrados diversos casos. Considerando esta realidade se elaboraram considerações e recomendações detalhadas buscando promover o controle adequado desta parasitose.

Palabras clave : Transmissão vertical de doença infecciosa; Trypanosoma cruzi.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )