SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número4Resultados de la validación del formulario nacional de auditoría de sífilis gestacional y congénita en el Centro Hospitalario Pereira RossellSimulación de alta fidelidad en emergencia pediátrica: primera experiencia en la formación de posgrados y residentes de Pediatría índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

GODINO, Mario et al. Encuesta Nacional de Comportamientos Disruptivos en el Equipo de Salud. Rev. Méd. Urug. [online]. 2014, vol.30, n.4, pp.235-246. ISSN 1688-0390.

Resumo O comportamento disruptivo (CD) na equipe de saúde poe em risco a segurança do paciente e a segurança da equipe sanitária. É responsabilidade do sistema de saúde, e dos profissionais, diagnosticar e administrar esta situação que tem um impacto negativo para o trabalho em equipe, a saúde das pessoas e os resultados assistenciais. Objetivo: realizar o primeiro inquérito nacional de comportamento disruptivo na equipe de saúde. Estabelecer a prevalência, os fatores desencadeantes e as consequências. Material e método: o Ministério de Saúde Pública (MSP), através da Estratégia Nacional de Segurança do Paciente, convocou, em forma voluntaria, a todas as instituições prestadoras de serviços de saúde (públicos e privados), a participar do inquérito com o fim de desenvolver uma política pública. A participação no inquérito foi anônima e voluntaria. Foi realizada no período junho-setembro de 2013 incluindo sua distribuição, realização e devolução. Resultados: participaram 38 instituições; 4.782 questionários foram respondidos por 1.713 (36%) auxiliares de enfermagem, 1.040 (22%) médicos e 662 (14%) enfermeiras. 80% trabalha mais de 30 horas semanais. 88.5% (4.231) estiveram presentes em situações de CD e 60% (2.815) teve uma situação de CD. Observou-se uma predominância de comentário depreciativo sobre colegas (75%) e gritos agressivos e ataques de ira (45%). É frequente en um 20%, pelo menos uma vez por semana. 71. pensa que os desencadeantes estão no ambiente de trabalho, predominando a carga de trabalho (47,5%) sobre a remuneração (33%). 63% identifica problemas pessoais; 53% identifica estas condutas em seus pares; 20% gera condições de risco de cometer erros; 42% pensou em trocar de trabalho, e 6% já o fez. Discussão e conclusões: primeiro inquérito nacional sobre CD a nível mundial, único realizada pelo órgão máximo de saúde. É um problema com alta incidência, que reduz a segurança e deteriora a transferência de informação e a capacidade de trabalhar em equipe. Existe uma baixa percepção do risco. A remuneración econômica não é o principal desencadeante identificado e o CD surge principalmente entre pares. Impacta sobre a permanência dos recursos humanos como também sobre a segurança no trabalho.

Palabras clave : WORKPLACE VIOLENCE; WORKING CONDITIONS; HEALTH PERSONNEL; ATTITUDE OF HEALTH PERSONNEL; QUALITY OF HEALTH CARE; HEALTH SURVEYS.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons