SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número2Manejo terapéutico actual de la oclusión intestinal maligna no quirúrgicaCompetencias en ética biocéntrica: Un fundamento para la investigación médica índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

ROMERO, Claudia et al. Prevención de hepatitis A mediante vacunación en Uruguay (2005-2010). Rev. Méd. Urug. [online]. 2012, vol.28, n.2, pp.115-122. ISSN 1688-0390.

Resumo Introdução: a hepatite A é um problema sanitário nos países em vias de desenvolvimento. Objetivos: Descrever estratégias para controlar hepatite A por vacinação. Descrever a evolução do número de casos, taxas e surtos entre 2005-2010. Material e método: estudo descritivo retrospectivo 2005-2010. Foram analisadas: - Estratégias utilizadas pelo Ministério de Salud Pública (MSP) para controlar a hepatite A por vacinação: bloqueio de surtos; população de risco; inclusão universal da vacina. - Descrição: número de casos de hepatite A no Uruguai e especificamente no departamento de Artigas; número de surtos en cidades, bairros, famílias e outros; número de casos/idade. Resultados: foram registrados 21 surtos. Foram aplicadas 16.715 primeiras doses e 11.354 segundas doses. Entre o dia 10 de setembro de 2007 e o dia 26 de novembro de 2007, o MSP e o Ministério de Desenvolvimento Social realizaram una campanha de vacinação dirigida a crianças entre 1 e 5 anos do setor público. Docentes e estudantes de Medicina da Universidad de la República apoiaram e difundiram a campanha. Foram aplicadas 44.716 primeiras doses e 25.095 segundas doses. Em 2008 a vacina em duas doses foi incluída ao esquema de vacinação, obrigatória e gratuita. La taxa país diminuiu de 69,6 a 2,7 entre 2005 y 2010 (p<0,05); no departamento de Artigas passou de 780,57/100.000 em 2005 a 0,66 em 2010 (p<0,05). Durante 2005-2008 foram registrados 22 surtos em cidades; em 2010, foram registrados poucos surtos intrafamiliares e em escolas. A redução do número de casos de 2005 a 2010 foi significativa em todas as idades. Comentário: de 2005 a 2010 observou-se uma diminuição significativa e mantida do número de surtos e das taxas de hepatite A no Uruguai.

Palabras clave : HEPATITIS A [prevention & control]; HEPATITIS A BACINES.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons