SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número1Historia clínica para trauma. Registro hospitalario específico para pacientes traumatizados: un recurso para países en desarrolloAuditoría de los resultados de la Unidad de Diagnóstico Mamario del Hospital Británico índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

STOLOVAS, Nurit et al. Trabajadores médicos jóvenes: violencia en el ejercicio de la residencia. Rev. Méd. Urug. [online]. 2011, vol.27, n.1, pp.21-29. ISSN 1688-0390.

Resumo Introdução: no Uruguai a residência médica forma especialistas, sendo essa uma das primeiras experiências laborais dos médicos. Objetivo: o objetivo deste trabalho de pesquisa foi analisar as situações de violencia vividas por médicos jovens no exercício da residência médica em diferentes instituições do sistema de saúde no período setembro-novembro de 2007. Fez-se um estudo descritivo da população de residentes médicos das diferentes especialidades. Material e método: foram analisados estatisticamente os dados numéricos obtidos e qualitativamente os relatos sobre situações de violência identificadas durante o desempenho de suas funções. Resultados: 69% (308/446) dos residentes perceberam situações de violência. As mais freqüentes foram a violência psicológica 89% (274/308), por privação 51,9% (160/308) e a física 7,1% (22/308). Um terço do total de médicos, no último ano da residência, estiveram relacionado pelo menos uma situação de violência por mes. Os agressores foram familiares de pacientes, companheiros e pacientes, nessa ordem. As situações de violência percebidas pelos residentes durante seu trabalho são uma exigência adicional para suas tarefas. As interações entre o mundo técnico e o mundo profano estão marcadas pela presença de relações precárias e instáveis. Nesse contexto, os residentes médicos são a cara visível mais associada à estrutura técnica do sistema, e por isso são os alvos mais propícios de agressão na dinâmica dos sistemas de saúde.

Palabras clave : INTERNSHIP AND RESIDENCY; PHYSICIANS; VIOLENCE.

        · resumen en Español | Inglés | Francés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons