SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue1Utilidad de la ecografía abdominal en los cuadros dolorosos agudos de la fosa ilíaca derecha con sospecha de apendicitis aguda. Experiencia del Hospital MacielCantidad y calidad de la información conocida por pacientes que consintieron cirugías de coordinación author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista Médica del Uruguay

On-line version ISSN 1688-0390

Abstract

SEIJA, Verónica et al. Etiología de la infección urinaria de adquisición comunitaria y perfil de susceptibilidad de Escherichia coli a los principales agentes antimicrobianos. Rev. Méd. Urug. [online]. 2010, vol.26, n.1, pp.14-24. ISSN 1688-0390.

Resumo Introdução: a infecção urinária (IU) é segunda infecção mais frequente na atenção primária de saúde. As quinolonas fluoradas são a terapêutica empírica mais utilizada no nosso meio. Para defini-la adequadamente, é necessário conhecer a sensibilidade antimicrobiana dos agentes etiológicos mais frequentes. Objetivos: determinar as características dos pacientes que consultaram por IU de origem comunitária no pronto-socorro do Hospital Pasteur, conhecer a etiologia das mesmas e o perfil de sensibilidade das cepas de E.coli isoladas neste tipo de infecção. Material e método: fez-se um estudo descritivo transversal no qual foram analisados 313 pacientes com diagnóstico de IU: 61 de sexo masculino (19,5%) e 252 de sexo feminino (80,5%); 177 (56,5%) apresentaram IU alta e 159 (50,8%) IU complicada. Resultados: o agente mais frequentemente isolado foi a E.coli (80%) seguido de: S.saprophyticus (6%) e Klebsiella spp (6%). A sensibilidade de E.coli a ampicilina e trimetropin/sulfametozaxol foi inferior a 80%, o que impede seu uso como tratamento empírico. A sensibilidade global de E.coli à fluoroquinolonas foi de 85% embora se tenha comprovado uma maior taxa de resistência em pacientes com IU complicada ou com mais de 60 anos. A sensibilidade à nitrofurantoína foi superior a 97% em todos os grupos estudados. Conclusões: a resistência crescente à fluoroquinolonas é um grave problema de saúde pública. Por essa razão é necessário buscar outras opções terapêuticas, principalmente para pacientes com IU complicada ou com mais de 60 anos, além de fazer um uso mais racional da antibioticoterapia nos episódios de IU não complicada.

Keywords : URINARY TRACT INFECTIONS [ etiology]; COMMUNITY ACQUIRED INFECTIONS; ESCHERIQUIA COLI INFECTIONS [ drug therapy]; ANTI-BACTERIAL AGENTS [therapeutic use].

        · abstract in English | Spanish | French     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License