SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4Intento de autoeliminación y consumo de sustancias psicoactivasLa muerte posneonatal en domicilio diez años después: Montevideo, 2006 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

KARSACLIAN, Miguel et al. Corrección instrumentada de la escoliosis idiopática del adolescente y artrodesis con aloinjerto de banco. Rev. Méd. Urug. [online]. 2007, vol.23, n.4, pp.351-359. ISSN 1688-0390.

Resumo Introdução: o manejo terapêutico da escoliose idiopática do adolescente é complexo; os padrões internacionais estão baseados no valor do ângulo das curvas, sua progressão e ao amadurecimento esquelético. O tratamento de escolha da escoliose que ultrapassa os valores pré-estabelecidos de controle ou que não responde ao tratamento ortésico é a artrodese instrumental ou a redução das deformidades da curva. Objetivos: avaliar os resultados e benefícios do uso da correção instrumental na escoliose idiopática do adolescente pela correção das deformações com o Retângulo de Lea Plaza e artrodese com aloenxerto de banco de órgãos fornecido pelo INDT. Material e métodos: fez-se uma revisão retrospectiva de uma série de 15 pacientes portadores de escoliose idiopática do adolescente, operados no serviço de ortopedia infantil do Hospital Pereira Rossell no período novembro de 2001- dezembro de 2003, com um acompanhamento pós-opertório de 25 meses e correção instrumental no Retângulo de Lea Plaza com aloenxerto cadavérico. Resultados: doze casos apresentavam o padrão de curvas duplas tipos II ou I de King, curvas torácicas com valores máximos e mínimos de 65º e 40º e lumbares com mínimos e máximos de 68º e 24º, atingindo valores médios de correção para as torácicas de 20º e de 19º para as lumbares. Em um caso o ângulo inicial da curva tóraco-lumbar era de 58º obtendo-se uma redução a 22º. Dois casos corresponderam a curvas torácicas dextroconvexas com ângulo inicial de 50º e redução a 25º e em outra o valor inicial da curva era de 70º com uma redução a 10º.

Palabras clave : SCOLIOSIS [surgery]; SCOLIOSIS [rehabilitation]; TRANPLANTATION, HOMOLOGOUS.; SPINAL FUSION [instrumentation]; ORTHOPEDIC FIXATION DEVICES; POSTOPERATIVE COMPLICATIONS.; ADOLESCENT.

        · resumen en Español | Inglés | Francés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons