SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4Corrección instrumentada de la escoliosis idiopática del adolescente y artrodesis con aloinjerto de banco índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

LARROBLA, Cristina  y  POUY, Artigas. Intento de autoeliminación y consumo de sustancias psicoactivas. Rev. Méd. Urug. [online]. 2007, vol.23, n.4, pp.339-350. ISSN 1688-0390.

Resumo Introdução: no Uruguai o suicídio apresenta altas taxas para a região (10/100.000 habitantes). Internacionalmente se estima que a tentativa de suicídio (TS) é dez vezes maior que o suicídio, sendo que o consumo de drogas aparece como elemento de predisposição a condutas agressivas. Vários trabalhos destacam como população de risco as pessoas adictas a substâncias. Objetivos: considerando esses dados como ponto de partida, o objetivo geral foi apresentar algumas características de pacientes consumidores que procuram o Serviço de Farmacodependência do Hospital Maciel, e especificamente descrever a presença ou ausência de TS nessa população. Material e método: realizou-se um estudo descritivo empregando como critérios de seleção: a) inclusão - pacientes em primeira consulta no Serviço, e b) exclusão - presença de distúrbios mentais no eixo I (DSM IV) que influem na TS. Resultados: a população resultante tinha 95 casos que consultavam pela primeira vez no período julho-outubro de 2004. Observou-se o predomínio de homens (80%) com relação a mulheres (20%); mais da metade tinha idades entre 20 e 29 anos (52,6%); 43,2% estavam desempregados; 45,2% tinham algum tipo de trabalho com segundo grau de escolaridade máxima; registrou-se a presença de ideação suicida em 60,0% dos entrevistados. 78,9% apresentavam características para ser classificados como "dependência" e 21,1% como "abuso". 34,7% realizaram uma ou mais TS, 51,5% necessitou internação, com 10,8% com alto grau de letalidade, 59,5% médio e 29,7% baixo. Não se observou diferença significativa entre sexos (48,5% mulheres, 51,5% homens). Neste subgrupo, 75,8% apresentavam dependência e 24,2% abuso. Conclusões: de acordo com estes dados, os homens consumidores com diagnóstico de dependência, desempregados, com nível de escolaridade de segundo grau e com idades entre 20 e 29 anos são mais propensos a realizar TS. Para as mulheres isto se observa quando apresentavam o mesmo diagnóstico, também estão desempregadas, e com o mesmo grau de escolaridade, com idades entre 15 e 29 anos. Em outras palavras, considerando a população consumidora estes dois subgrupos apresentam maior risco.

Palabras clave : SUICIDE, ATTEMPTED; RISK GROUPS.

        · resumen en Español | Inglés | Francés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons