SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número1Utilidad de la dosificación de adenosin deaminasa en el diagnóstico de la tuberculosis pleural: Primera experiencia nacional índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Médica del Uruguay

versión On-line ISSN 1688-0390

Resumen

RIZZI, Milton. Bicentenario de la expedición de la vacuna antivariólica y su introducción en el río de la plata. Rev. Méd. Urug. [online]. 2007, vol.23, n.1, pp.7-18. ISSN 1688-0390.

Resumo A varíola foi a doença mais importante na história da humanidade. Causou mais mortes de seres humanos que todas as guerras juntas. Antes do aparecimento da vacinação, no final do século XVIII, o único procedimento disponível para preveni-la era a perigosa variolização, que era cara e apresentava uma mortalidade próxima ao 2%. O rei Carlos IV da Espanha (reinado 1788-1808) tinha especial interesse na varíola , pois uma de suas filhas havia sido afetada por esta doença deformante. Talvez por essa razão, ou devido ao espírito filantrópico dos Borbón, decidiu enviar à América e às Filipinas uma expedição sanitária para vacinar os habitantes de suas colônias. Com esse objetivo, no dia 30 de novembro de 1803, zarpou de La Coruña um grupo de quatro médicos, dos cirurgiðes, três enfermeiros, uma reitora e 22 crianças galegas abandonadas, portadoras da vacina antivariólica para posterior inoculação direta de braço a braço. A expedição a bordo do "María Pita" fez escalas e vacinou nas ilhas Canárias, Porto Rico, costa da Venezuela e Caracas. Em maio de 1804, a expedição se dividiu en duas. O grupo sul americano vacinou as populaçðes dos atuais territorios do Panamá, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru, sob a responsabilidade do doutor Joseph Salvany. A maior parte da expedição continuou sob a direção do médico chefe, o doutor Francisco Xavier de Balmis, e vacinou no México, Guatemala, Nicaragua, Costa Rica e nos atuais estados de Novo México, Arizona, Texas e Califórnia. Em fevereiro de 1805, Balmis deixou Acapulco no "galeão de Manila" chegando às Filipinas em abril. Depois viajou à colônia portuguêsa de Macau e à cidade de Cantão onde continuou vacinando. Balmis voltou a España em 1806, depois de dar a volta ao mundo, fazendo escala em Santa Helena, atingindo Lisboa no dia 14 de agosto. A vacina antivariólica chegou ao Rio da Prata no dia 5 de julho de 1805 a bordo do barco negreiro português "Rosa do Rio". A varíola foi finalmente erradicada em todo o mundo em 1978. Francisco Xavier de Balmis, em uma façanha jamais realizada antes por um médico, deu a primeira volta ao mundo vacinando mais de 250 mil pessoas, a maioria crianças, cumprindo uma missão heróica e inédita, que recordamos e honramos hoje no seu bicentenário.

Palabras clave : VACUNA CONTRA VIRUELA [historia]; HISTORIA DE LA MEDICINA.

        · resumen en Español | Inglés | Francés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons