SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Eficacia y seguridad del sling transobturatriz de malla simple de polipropileno (TOT) en el tratamiento de la incontinencia urinaria de esfuerzo femeninaValidación de la punción aspiración con aguja fina (PAAF) en el diagnóstico de linfadenitis tuberculosa en pacientes con infección por el virus de la inmunodeficiencia humana (VIH) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Médica del Uruguay

Print version ISSN 0303-3295

Abstract

GIACHETTO, Gustavo et al. Eficacia y seguridad de la instilación precoz de estreptoquinasa intrapleural en el tratamiento del empiema paraneumónico complicado en niños. Rev. Méd. Urug. [online]. 2009, vol.25, n.3, pp. 149-156. ISSN 0303-3295.

Resumo Introdução: em janeiro de 2005, no Hospital Pediátrico do Centro Hospitalar Pereira Rossell foi implementado um protocolo de instilação de estreptoquinase (STK) intrapleural como alternativa ao tratamento cirúrgico do empiema complicado. A STK intrapleural administrada nos primeiros oito dias após a colocação do dreno reduziu a duração da drenagem de tórax, a necessidade de toracotomia e a permanência no hospital. Em 2007, o protocolo inicial foi modificado. Para o diagnóstico de empiema complicado começaram a utilizar os achados da ecografia de tórax ou do ato operatório e a instilação de STK começou a ser indicada 12 a 36 horas depois da drenagem torácica. Objetivo: descrever os resultados da instilação intrapleural precoce de STK em crianças hospitalizadas com empiema parapneumônico complicado, e fazer uma comparação com os resultados obtidos após a instilação nos primeiros oito dias após o começo da drenagem de tórax. Material e método: foram incluídas crianças com empiema parapneumônico complicado internadas no período 1º de abril de 2005 - 30 de setembro de 2007. Foram divididas em duas coortes. Histórica: crianças internadas no período 1º de abril de 2005 - 1º de agosto de 2006, com diagnóstico de empiema complicado feito por critérios clínicos e ecográficos, que receberam STK intrapleural nos primeiros oito dias após a colocação da drenagem de tórax. Prospectiva: crianças internadas no período 1º de março - 30 de setembro de 2007 diagnosticadas e tratadas de acordo como o novo protocolo. A comparação da evolução foi feita empregando as seguintes variáveis: duração da drenagem de tórax, complicações, necessidade de toracotomia, permanência no hospital e morte. Resultados: os resultados de ambos grupos eram comparáveis. A duração da internação e da drenagem de tórax foi menor nas crianças tratadas com STK intrapleural precoce (p<0,05). Em duas crianças foi necessário realizar toracotomia, uma em cada coorte. O número e tipo de complicações foi similar em ambos grupos. Nenhum paciente faleceu. Conclusões: a instilação intrapleural precoce de STK é uma alternativa terapêutica para o tratamento de crianças com empiema parapneumônico complicado.

Keywords : Estreptoquinasa - uso terapéutico; Empiema Pleural - terapia; NeumonIa Bacteriana - complicaciones.

        · abstract in English | Spanish | French     · text in Spanish     · pdf in Spanish