ISSN 2393-6797 versão online

DIRETRIZES PARA OS AUTORES 

 

 

 

Objetivo e política

Directrizes para os autores



 

 

 

Objetivo e política

 

Revista Uruguaya de Medicina Interna tem como objetivo divulgar a produção intelectual dentro de um quadro de qualidade e destina-se a corpo médica nacional e internacional. A revista é editada três vezes por ano (abril, agosto, dezembro) e tem número variável de suplementos.

 

 

Directrizes para os autores

 

Instruções aos autores
Normas atualizadas para apresentação e aceitação do trabalho
Mayo 2019

Revista uruguaia de medicina interna é o órgão oficial da Sociedade de Medicina Interna Uruguai, é uma publicação científica independente, criado com o objetivo de difundir a produção de conhecimento científico e de qualidade.

Estas regras estão em conformidade com os Requisitos Uniformes para Manuscritos Submetidos a Revistas Biomédicas: Escrita e edição de preparação de uma publicação biomédica. Abril de 2010. Normas de Publicação Atualizado: Patrocínio, de autoria e responsabilidade. Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (ICMJE). www.ICMJE.org versão original disponível. normas de publicação Vancouver disponíveis no https://www.fisterra.com/herramientas/recursos/vancouver/.

Seções. Na Revista Uruguaya de Medicina Interna as seguintes publicações estão
1.Revisiones: é sistemática e atualizada sobre, revisões clínicas ou terapêuticas de diagnóstico. a experiência dos autores no tema revisto é valorizado. Eles vão apresentar uma introdução contendo o alvo ea metodologia utilizada para conduzir a revisão, em seguida, o corpo dela, terminando com a bibliografia.
2.Casos clínicos: estes relatos de casos clínicos em doenças excepcionais ou comuns para algum fato incomum digno de partilha. Eles vão apresentar uma introdução, o objetivo da apresentação de casos clínicos, o relatório da situação, discussão e comentários decorrentes destas, terminando com a bibliografia.
3.Trabajos original: pesquisa clínica ou básica destes relatórios originais. Eles vão apresentar introdução, o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada dados de descrição design, população e esse critério de seleção, procedimento realizado, análise estatística realizada. Os resultados serão apresentados de forma clara, tais como texto, gráficos e / ou tabelas, seguido pelo capítulo de observações e conclusões, terminando com a literatura. Os ensaios clínicos devem ser previamente registados, devem ser fornecidos, o número de identificação do mesmo.
4.Cartas o editor: é comunicações curtas em notas clínicas, comunicações preliminares, comunicações relativas a obras publicadas.
5.Editorial: Este é um documento escrito pelo comitê editorial ou um convidado com informações sobre o domínio objecto da revista.


Recepção de manuscritos. Os trabalhos são recebidos exclusivamente por email para:
revistauruguayamedicinainterna@gmail.com. Este será o meio de comunicação entre o Conselho Editorial e os autores dos manuscritos submetidos. O autor do contato receberá um email confirmando o recebimento. Será considerado como data de recebimento quando toda a documentação necessária para a análise do manuscrito enviado estiver disponível.

Processo de um manuscrito. Os trabalhos recebidos serão avaliados pelo Comitê Editorial. Se atenderem aos requisitos de publicação e forem considerados de interesse para o público-alvo da revista, serão encaminhados para arbitragem por profissionais qualificados e designados pela revista. A arbitragem do trabalho será com a metodologia de "duplo cego" e poderá ser avaliada por um ou mais pares, dependendo da complexidade e temática do mesmo. Os artigos aprovados pelos árbitros serão revisados para correção de estilo e bibliografia.

Manuscrito. Os seguintes itens são considerados partes integrantes de um manuscrito:

a) carta de apresentação. Deve conter:
1. cargo
2. Sugestão de localização dentro das seções que compõem a revista
3. declaração de que todos os autores conhecem, participam e concordam com o conteúdo do manuscrito
4. declaração de que o artigo não é apresentado simultaneamente em outras mídias ou não foi publicado anteriormente
5. declaração que aceita as normas de publicação do Jornal Uruguaio de Medicina Interna
6. declaração de que o trabalho foi preparado respeitando as responsabilidades éticas
Esta carta de apresentação deve ter a assinatura de todos os autores.


b) Autores. Na folha separada e indicando o título do trabalho deve ser enviado:
1. nome completo dos autores na ordem em que eles aparecerão na publicação
2. grau de especialização e / ou cargo acadêmico de cada um deles
3. instituição onde o trabalho foi feito
4. Se o trabalho foi financiado, deve referir-se à origem do trabalho
5. Contato autor: nome - telefone - email
6. ORCID de cada autor (para processá-lo em http://orcid.org)
7. contribuição de cada autor para o artigo em questão. Indique ao lado do nome do autor e entre parênteses os itens indicados abaixo

Para esses fins, lembramos que é considerado um autor, que participou de pelo menos dois dos seguintes aspectos de uma publicação:

a) concepção e desenho do trabalho
b) coleta de dados ou realização de experimentos
(c) análise e interpretação dos dados ou resultados
(d) análise estatística dos dados ou resultados
e) escrita do manuscrito
(f) revisão crítica do manuscrito

c) Texto. Deve começar com o título do artigo, subtítulo onde apropriado, resumo e palavras-chave (preferencialmente use os termos mencionados no Medical Subject Headings, Index Medicus e não mais do que 5).
Todos os dados acima mencionados devem estar em espanhol, inglês e português. Em seguida, haverá o corpo do artigo SEM DADOS, que permite identificar os autores ou o centro onde o trabalho foi realizado.
Conflito de interesse: Em todos os casos, a declaração de conflito de interesse deve ser feita. Existe um conflito de interesses, real ou potencial, quando um autor (ou a instituição à qual o autor pertence) tem relações pessoais ou financeiras que podem influenciar de forma inadequada (parcialidade) em suas ações. Esses relacionamentos variam daqueles cujo potencial é insignificante para aqueles que têm potencial suficiente para influenciar os julgamentos científicos. Relacionamentos financeiros (consultorias, propriedade de ações, honorários, relatórios e opiniões de especialistas) são os conflitos de interesse mais fáceis de detectar; no entanto, o conflito pode ocorrer por outras razões, como relacionamentos pessoais ou rivalidade acadêmica, entre outras causas.
Ética: No caso de ensaios clínicos controlados, deve conter o número de identificação do registro no Ministério da Saúde Pública. No caso de estudos epidemiológicos, a data e / ou número de registro em que o comitê de bioética da instituição deu o endosso para si próprio deve ser relatado.
Reprodução de imagens: No caso de tabelas, gráficos ou imagens já publicados, o autor deve ter autorização expressa para sua reprodução. Em caso de publicação prévia em fontes que adotam a licença Creative Commons, o cc-by pode detalhar especificamente seu autor e site de publicação.
Bibliografia: A publicação da bibliografia deve seguir os padrões de Vancouver. Eles devem estar entre parênteses e no formato sobrescrito, você não pode usar a ferramenta de referências bibliográficas automáticas que o Word possui.

Responsabilidades Éticas. Os artigos submetidos para avaliação devem ter sido preparados de acordo com as recomendações internacionais de pesquisa clínica (Declaração de Helsinque da Associação Médica Mundial [www.wma.net/e/policy]) e com animais de laboratório. Consentimento informado: se fotografias ou dados do paciente forem reproduzidos, eles não devem identificar o assunto. Em todos os casos, os autores devem ter obtido o consentimento informado por escrito do paciente, autorizando sua publicação, reprodução e divulgação. Os trabalhos originais devem ter o aval do comitê de bioética da instituição onde o mesmo é realizado. Os autores são responsáveis por obter as autorizações apropriadas para reproduzir material previamente publicado (texto, tabelas ou figuras). Essas autorizações devem ser solicitadas tanto ao autor quanto ao editor que publicou o referido material.

Publicação. A Revista Uruguaia de Medicina Interna é uma revista de acesso aberto e também adota a licença de atribuição Creative Commons (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.es), também conhecida como cc-by. Esta licença permite ao usuário acessar, distribuir e criar trabalhos derivados, desde que dê crédito ao autor.
A revista não possui nenhum tipo de cobrança pelos autores, ou seja, não há custos para envio de artigos para avaliação, nem para o processamento dos artigos, nem para assinatura, nem por qualquer outro motivo. Além disso, o autor não receberá royalties econômicos, nem qualquer outro tipo de compensação pela publicação.
A Revista Uruguaia de Medicina Interna processa o DOI para cada artigo e revisa o seu anti-plágio, sem custos para o autor do artigo.
A Revista Uruguaia de Medicina Interna fará o upload do artigo para o portal SciELO em breve, seguindo os regulamentos do mesmo. Períodos de publicação: março, julho e novembro de cada ano. O período médio entre o recebimento do artigo e sua publicação é de 10 a 12 semanas.

Disseminação. A Sociedade de Medicina Interna do Uruguai e a Revista Uruguaia de Medicina Interna podem divulgar artigos por qualquer meio impresso ou eletrônico, inclusive pela internet.

Responsabilidade de conteúdo. O conteúdo de todos os artigos, opiniões ou declarações expressas na Revista, refletem os pontos de vista dos autores, são de responsabilidade exclusiva dos autores e não representam a opinião oficial do Comitê Editorial ou da Diretriz da Sociedade de Medicina Interna Uruguai, a menos que expressamente declarado.

 

[Home] [Sobre nós] [Corpo editorial] [Assinaturas]


 Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons by 4.0

© 2016 Sociedad Uruguaya de Medicina Interna

Yaguarón 1407 apto 619
Montevideo - Uruguay

Tel.: +005982 2900 2640

revistauruguayamedicinainterna@gmail.com