ISSN 0303-3295 versão impressa
ISSN 1688-0390 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

A RMU é a publicação científica oficial da União Médica Uruguaia (SMU). Publica artigos referentes a temas da área da medicina, trabalha em um arbitragem duplo-cega.
A RMU segue as Recomendações de Conduta, Relatório, Edição e Publicação of Scholarly Work in Medical Journals, publicado pelo The International Committee of
Editores de revistas médicas.
O RMU é um periódico de acesso aberto e também adota a licença No Attribution.
Comercial Creative Commons (http://creativecommons.org/), também conhecido por cc-por-nc. Esta licença permite ao usuário acessar, distribuir e criar trabalhos derivados, desde que dar o devido crédito ao autor, conforme especificado pelo autor ou pelo licenciante da obra, além de proibir expressamente seu uso comercial por terceiros.
As opiniões ou declarações expressas na revista refletem os pontos de vista dos
autores; não representam a opinião oficial do Conselho Editorial, salvo indicação em contrario expressamente.

Periodicidade

A partir de 2021, a revista passa a ser Rolling Pass (publicação contínua), mantendo seus quatro números abertos durante o ano de publicação.

Forma e preparação de manuscritos

Os artigos serão redigidos em espanhol, de forma clara e concisa. Será apresentado em papel tamanho A4 ou ofício, usando de preferência processador de texto Word ou similar, letra tamanho 12, com margens de 2,5 cm, incluindo figuras e tabelas em folhas anexas. Deve-se entregar um original, duas cópias e uma via em suporte eletrônico.

 

Normas de publicação de originais

Processo de admissão

O manuscrito enviado para publicação será examinado em primeira instância pelo Conselho Editorial, que avaliará a forma e o conteúdo da apresentação. Se admitido, será submetido à arbitragem por dois revisores especialistas indicados pelo Conselho. Recebida a opinião dos revisores, ela será novamente avaliada pelo Conselho Editorial, do qual poderá resultar: a) aceitação do manuscrito sem modificações; b) não aceitação; c) a necessidade de revisão dos autores, levando-se em consideração as sugestões de modificações feitas pelos revisores, e o envio da versão corrigida para posterior apreciação do Comitê Editorial. Os árbitros não sabem a identidade dos autores nem são informados sobre quem realizou a arbitragem. Da mesma forma, no processo de publicação, os manuscritos podem ser modificados pela equipe editorial da revista. Em todos os casos, as decisões serão comunicadas sem demora aos autores. O processo de avaliação de um manuscrito que inclui uma revisão necessária, conforme indicado no parágrafo c) acima, pode levar um tempo de seis a oito semanas. Caso o autor não cumpra os prazos solicitados pela RMU, seu trabalho será retirado ou poderá ser considerado como um novo artigo e submetido novamente a arbitragem plena.
O autor manterá seus direitos como autor. O autor responsável pela correspondência indicará por carta ou e-mail a aceitação das condições de publicação, assinando-o e datando-o, depois de seu trabalho ter sido definitivamente aceito para publicação, aceitando as alterações introduzidas pelo Conselho Editorial, se houver. Você deve declarar que concorda com a licença CC by NC que rege a revista e que autoriza a RMU a publicar e divulgar seu trabalho (trabalho).
Requisitos gerais de pedido
É imprescindível que a apresentação do trabalho seja feita de acordo com as regras detalhadas a seguir. Caso contrário, esse pode ser o motivo de sua não aceitação ou atraso na publicação.
Envio. Os artigos serão enviados em envelope lacrado e dirigido à Revista Médica Uruguaia, Diretor, União Médica Uruguaia, Ir. Artigas 1569, Código Postal 11.200. Montevidéu, Uruguai. Podem também ser enviados por email para o endereço secretariarmu@gmail.com
Carta de apresentação
Será acompanhado de uma carta de apresentação, assinada por todos os autores, especificando: a) título do trabalho e autores; b) sugestão de localização nas seções que compõem a revista; c) declaração de que todos os autores conhecem, participam e concordam com o conteúdo do manuscrito; d) declaração de que o artigo não é veiculado simultaneamente em outros meios de comunicação e nem publicado anteriormente (na falta disso, esta última circunstância deve ser comunicada em carta separada ao editor para sua apreciação); e) declaração de que o trabalho foi elaborado em conformidade com as recomendações internacionais sobre pesquisa clínica (Declaração de Helsinque da Associação Médica Mundial, de acordo com as disposições de sua última alteração), os padrões éticos em pesquisa com animais ou os correspondentes, de acordo com o conteúdo da obra; f) nome, endereço e telefone, e-mail ou fax do autor responsável pela correspondência com a RMU, para fins de comunicação durante o processo; g) conhece e concorda com as Regras de Publicação da RMU; h) declaração de conflito de interesses.
Participação de cada autor. Ao final da carta de apresentação, deve ser indicado o grau de participação de cada autor no artigo enviado para publicação: concepção, desenho, execução, análise, interpretação dos resultados, redação, revisão crítica. Lembre-se de que é necessário ter participado de pelo menos duas dessas etapas para ser considerado o autor do manuscrito. Outras contribuições podem ser incluídas na seção de agradecimentos.
Publicação redundante ou duplicada. A revista não aceitará artigos já publicados em outros meios de comunicação, salvo mediante manifestação e solicitação expressa dos autores, com justificativa, apreciação prévia do Conselho Editorial e acordo formal entre os editores de ambas as revistas. A ausência de declaração do fato na carta de apresentação, ou sua alteração, pode ser motivo para a rejeição imediata do artigo.
Ética. Conforme indicado, as normas éticas nacionais e internacionais devem ser respeitadas, tanto no desenho e preparação do trabalho quanto na redação do manuscrito.
Conflito de interesses. Os manuscritos devem incluir, preferencialmente na primeira ou segunda página, uma declaração sobre a existência ou não de conflito de interesses. Existe um conflito de interesses, real ou potencial, quando um autor (ou a instituição a que pertence) tem relações pessoais ou financeiras (também conhecidas como compromissos duplos, competição de interesses ou conflito de lealdade) que podem influenciar inadequada (parcialidade) em suas ações. Essas relações variam desde aquelas com potencial insignificante até aquelas com potencial suficiente para influenciar o julgamento científico. O potencial para conflito de interesses pode existir independentemente de a pessoa acreditar que o relacionamento afeta seu julgamento científico ou não. Relações financeiras - como emprego, consultoria, propriedade de ações, taxas, relatórios e opiniões de especialistas - são os conflitos de interesse mais fáceis de detectar. No entanto, os conflitos podem ocorrer por outros motivos, como relações pessoais ou rivalidade acadêmica, entre outras causas. Em caso de aceitação do manuscrito, a declaração será publicada na parte inferior.
A Revista Médica del Uruguay não cobra nenhuma taxa de apresentação ou processamento dos artigos.
Formalidades no envio dos manuscritos.
Os artigos serão redigidos em espanhol, em linguagem clara e concisa. Serão apresentados em formato A4 ou carta, em espaço duplo, preferencialmente em linguagem Word ou similar, tamanho carta 12, com margens de 2,5 cm, incluindo independentemente figuras e tabelas, todas com o devido suporte eletrônico. Tabelas e gráficos devem estar em formato Excel e figuras com resolução de 300 dpi. O RMU consiste nas seguintes seções:
1. Seção de artigos originais
Esta seção se destina a artigos de pesquisa qualitativa ou quantitativa. Os artigos devem ser submetidos de acordo com o seguinte esquema. Folha de rosto. Deve incluir:
- Título do artigo escrito de forma concisa, mas informativa.
- Legendas, se aplicável.
- Nome completo de cada autor. Os nomes dos autores devem aparecer apenas na
  página de título.
- Cargos docentes, científicos ou profissionais ocupados, nome do departamento,
  instituição ou agência onde trabalha.
- Nome do departamento e instituição responsáveis.
- Nome, endereço, telefone, fax ou e-mail do autor responsável pelo
  correspondência do manuscrito.
- Nome e endereço do autor a quem as solicitações da seção devem ser dirigidas.
- A fonte de apoio na forma de bolsas, equipamentos, medicamentos ou todos eles.
- Título abreviado com no máximo 40 caracteres. Declaração de conflito de
  intereses.
Resumos e palavras-chave
A página a seguir deve conter um resumo em espanhol de no máximo 250 palavras contendo:
Introdução, Objetivos, Método, Resultados e Conclusões, que estabelece os objetivos do estudo ou investigação, procedimentos básicos, principais descobertas e conclusões. Aspectos novos e importantes do estudo e observações devem ser enfatizados. Deve ser utilizada a forma impessoal, omitindo-se julgamentos críticos ou comentários sobre o valor do artigo. Devem ser evitadas citações de autores e referências a figuras e tabelas. Trabalhos que não atendam a esses requisitos de redação de resumos não serão aceitos. Todos os artigos, independentemente da seção a que pertençam, devem incluir um resumo com as características aqui descritas.
Palavras-chave: no máximo dez serão usados. Eles serão colocados após o resumo e devem descrever o conteúdo do artigo e facilitar sua inclusão em índices. O autor deve determiná-los com base, na medida do possível, nos descritores do MeSH (Medical Subject Headings) do Index Medicus ou no DeCS (Health descriptors) da base de dados BIREME.
Texto
Não mais do que 15 páginas. Terá início na página 3. Em geral, mas não necessariamente, consistirá nas seguintes seções: Introdução - Revisão da literatura - Material e método - Resultados - Discussão - Conclusões. Artigos muito longos podem precisar de subtítulos para essas seções, a fim de esclarecer seu conteúdo.
Introdução
A natureza, justificativa e objetivos do estudo estão claramente definidos, dando-se uma ideia de seu alcance e importância, bem como de suas limitações. Os objetivos devem aparecer ao final da introdução.
Revisão da literatura
Deve se basear em uma revisão exaustiva que permita a atualização do conhecimento apenas em assuntos que estejam direta e especificamente relacionados ao trabalho em questão. Em todos os casos, as fontes de informação utilizadas devem ser mencionadas. É conveniente evitar o excesso de citações, submetendo-as previamente a uma seleção que garanta unidade e coerência temática. Esta seção pode ser incluída na Introdução.
Material e método
Os procedimentos utilizados são descritos para que o leitor possa julgar sobre a propriedade dos métodos, o grau de precisão das observações e a reprodutibilidade do estudo. Os métodos, dispositivos (nome e endereço do fabricante entre parênteses) e procedimentos são identificados detalhadamente, de forma a permitir a reprodução dos resultados. Serão fornecidas referências aos métodos estabelecidos, incluindo também, neste caso, uma breve descrição. Métodos novos ou substancialmente modificados serão descritos, explicando as razões de seu uso e avaliando suas limitações. Os produtos químicos e medicamentos usados são mencionados pelo princípio ativo, incluindo dosagem e forma de administração.
Padrões éticos
Quando são apresentados experimentos com humanos, deve-se indicar se os procedimentos seguidos estavam de acordo com os padrões éticos do comitê responsável pela experimentação em humanos (institucional ou regional) ou com a Declaração de Helsinque de 1975 e suas emendas posteriores. Nomes de pacientes, iniciais ou números de hospitais não devem ser usados, especialmente em qualquer material de ilustração. No caso de experimentos com animais, indique se os padrões da instituição ou do Conselho Nacional de Pesquisa foram seguidos, ou qualquer lei nacional sobre o cuidado e uso de animais de laboratório.
Estatísticas
Descreve os métodos estatísticos em detalhes suficientes para permitir ao leitor preparado, com acesso aos dados originais, verificar os resultados que são apresentados. Quantifique os achados, sempre que possível, e apresente-os com os indicadores de erro ou incerteza de medição apropriados (como intervalos de confiança). A elegibilidade dos sujeitos experimentais deve ser discutida. Detalhes sobre a randomização devem ser fornecidos. Os métodos e o sucesso de qualquer tipo de técnica de observação cega devem ser descritos. Informe sobre complicações do tratamento. Especifique o número de observações. Mencione casos perdidos de observação (como desistências de um ensaio clínico). As referências para o desenho do estudo e métodos estatísticos devem ser feitas, quando possível, a trabalhos padrão (com páginas consignadas), ao invés de trabalhos onde os desenhos ou métodos foram originalmente publicados. Especifique quaisquer programas de computador de uso geral usados.
Resultados
É o relatório rigoroso da observação experimental. Deve ser apresentado de forma clara, concisa e lógica, utilizando tabelas, estatísticas, figuras e outras ilustrações que permitam uma melhor interpretação dos fatos a serem demonstrados. Devem estar de acordo com os objetivos definidos na Introdução.
Discussão
O julgamento é aberto sobre os resultados obtidos, sua adequação e limitações são explicadas, discutidas e especificadas, comparando-as com as de outros autores. Deve-se mostrar como os dados obtidos permitem ou não atendem aos objetivos de pesquisa propostos.
Conclusões
Destacam-se as observações ou contribuições importantes do trabalho, que devem estar plenamente embasadas nos resultados e ser uma resposta aos objetivos da pesquisa.
Agradecimentos
Eles são dirigidos apenas às pessoas que contribuíram substancialmente para o estudo.


Bibliografia
Não mais que 40 citações bibliográficas. As referências bibliográficas serão numeradas consecutivamente, na ordem em que aparecem citadas no texto. As referências citadas apenas em tabelas ou figuras devem ser numeradas de acordo com sua aparição no texto. Eles serão redigidos de acordo com o formulário adotado pela National Library of Medicine dos Estados Unidos, utilizado no Citing Medicine (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7256/). Os títulos das revistas serão abreviados de acordo com o estilo adotado pelo Index Medicus. Para periódicos latino-americanos, serão utilizadas as abreviaturas do Index Medicus latino-americano. O uso de "resumos", observações não publicadas e "comunicações pessoais" como referências deve ser evitado. O autor deve verificar as referências com as publicações originais.
Artigos de periódicos. Elementos essenciais: Autor ou autores do artigo. Título do mesmo. Título abreviado da revista, ano de publicação; volume, não: páginas. Serão mencionados até seis autores. Quando o artigo tem sete ou mais, são mencionados os seis primeiros, seguidos da expressão latina et al.
Exemplo: Reta G, Riva J, Arcos J, Cedrés G, Álavarez, Meerovich E, et al. Estudo da mecânica ventilatória em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica. Rev Méd Urug 1992; 8 (2): 131-40.
Livros e outras monografias. Elementos essenciais: Autor / es. Título: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): editora, ano; páginas ou capítulo e volume. Autor pessoal: são mencionados o sobrenome e a inicial do autor. No caso de vários autores, todos são mencionados separados por vírgula. A inicial do nome não possui ponto. Serão mencionados até seis autores. Quando o artigo tem sete ou mais, são mencionados os seis primeiros, seguidos da expressão latina et al.
Exemplo: Lolas F, Quezada A. Diretrizes éticas para pesquisa em seres humanos: novas perspectivas. Santiago de Chile: OPAS, 2003.
Autor corporativo: É a entidade responsável pela obra. É mencionado em seu idioma original, de forma ampliada. Exemplos: Organização Mundial da Saúde. União Médica do Uruguai. Eles são anotados conforme aparecem na publicação. Edição: é indicada em algarismos arábicos, seguidos da abreviatura ed. Se for uma primeira edição, não deve ser anotada. Marca: Local de publicação (cidade): editora (cita-se a principal, eliminando-se palavras como Empresa, Limitada, Filhos, etc.) e ano de publicação. Exemplo: México: Interamericana, 1976. Páginas: mencionadas com números arábicos e podem incluir: número total de páginas: 729 p., Páginas consultadas: 724-729 (724-9), Volume: v.5.
Parte ou capítulo de um livro. O verbete principal é feito pelo (s) autor (es) do capítulo, seguido do título e a seguir a referência completa do livro, precedida da expressão En. Autores, Título do trabalho. Edição. Local de publicação: editora, ano: páginas.
Exemplo: Weinstein L, Swartz MN. Propriedades patogenéticas de microorganismos invasores. En: Sodeman WA Jr, Sodeman WA, eds. Fisiología patológica: mecanismos de doença. Philadelphia: WB Saunders, 1974: 457-72.
Congressos, conferências, reuniões. O (s) autor (es) do artigo ou procedimentos são inseridos. Título do artigo ou procedimentos. En: Editores ou organização responsável pelo congresso. Título do congresso ou conferência. Data do congresso. Local do congresso. Local de publicação: editora, ano. Páginas
Exemplo: Rice AS, Farquhar Smith WP, Bridges D, Brooks JW. Canabinóides e dor. En: Dostorovsky JO, carr DB, Koltzenburg M, eds. Anais do 10º Congresso Mundial de Dor; 17 a 22 de agosto de 2002; San Diego, CA. Seattle (WA): IASP Press, 2003: 437-68.
Mídia eletrônica. A mídia eletrônica pode ser dividida em dois grandes tipos: “mídia online” (sites, artigos em revistas científicas na Internet, resumos) e outras mídias (livros ou artigos em CD-ROM, disquetes, fitas magnéticas, software ) Quando são citados meios eletrônicos, cinco princípios básicos devem ser levados em consideração: acessibilidade, propriedade intelectual, economia, padronização e transparência.
A. Artigo de revista online: Autor (es). Título do artigo. Título abreviado da revista, ano de publicação; Volume (número): páginas. Disponível em: endereço URL. [Consulta: data de acesso (dia, mês e ano)].
Exemplo: Branquinho D, Freire P, Sofia C. Mutações NOD2 e câncer colorretal: onde estamos? World J Gastrointest Surg 2016; 8 (4): 284-93. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4840167/. [Acesso em 12 de maio de 2016]. Se o autor não estiver documentado, o título se torna o primeiro item de referência.
B. CD-ROM (livros): Formato: Autor / es. Título. [CD ROM]. Edição. Local de produção. Produtor; Ano. Título do CD-ROM serial ou banco de dados (se online).
C. Software: Formato: Título [meio]. Versão (tipo de recurso, disquete, CD-ROM, online). Local de produção. Produtor, ano. Exemplo: Epi Info [programa de computador]. Versão 6. Atlanta, GA: Centros para Controle e Prevenção de Doenças, 1994.
D. Outros: Inclui resumos, e-mail (correio eletrônico), documentos da web, listas de discussão, grupos de notícias, fitas magnéticas, disquetes, etc.
Tabelas.
Não mais do que 10 tabelas ou 6 figuras. Devem ser feitas em folhas separadas, respeitando espaço duplo, numeradas consecutivamente com algarismos arábicos e com título abreviado. Cada coluna deve ter um título curto ou abreviado. As notas explicativas irão no final da página, usando os seguintes símbolos na ordem indicada: *, †, ‡, §, ¶, ††, ‡‡, bem como a explicação das abreviaturas desconhecidas usadas em cada Tabela. Se forem usados dados de outras fontes, o reconhecimento e a permissão devem ser mencionados.
Fotografias.
Não mais do que seis e não impresso em cores. Em JPG ou TIF. Eles serão muito nítidos, não maiores que 20 por 25 cm. As letras, números e símbolos devem ser grandes o suficiente para serem legíveis após a redução. Títulos e explicações detalhadas serão listados separadamente nas legendas das ilustrações. Todas as ilustrações devem ser numeradas e referenciadas no texto. No caso de fotomicrografias, será indicada a técnica utilizada, bem como a escala. Os símbolos e letras devem contrastar com o fundo. No caso de envio de ilustrações ou fotografias coloridas, as despesas serão custeadas pelo autor, a menos que a Revista considere indispensável incluí-las em cores e possa financiá-las.
Legendas da ilustração.
As legendas devem estar em espaço duplo, cada uma em uma página separada, com o número correspondente à ilustração. Quando símbolos, números ou letras são usados para identificar parte da ilustração, isso deve ser explicado claramente na legenda.
Unidades de medida.
As medidas de comprimento, altura, peso e volume devem ser relatadas em unidades métricas (metro, quilograma, litro) ou seus múltiplos decimais. As temperaturas devem ser indicadas em graus centígrados. A pressão arterial deve ser medida em milímetros de mercúrio. Nas medidas hematológicas e bioquímicas, o sistema métrico deve ser utilizado de acordo com o sistema internacional de unidades (SI). Os editores podem solicitar que unidades alternativas ou não-SI sejam adicionadas pelo autor antes da publicação.
Abreviações e Acrônimos.
Use apenas a abreviatura padrão. Evite abreviações no título e no resumo. O termo completo representado por uma abreviatura ou acrônimo deve preceder seu primeiro uso no texto, a menos que seja uma unidade de medida padrão.
2. Seção de artigos originais curtos
Esta seção destina-se à publicação de pesquisas qualitativas ou quantitativas. Seguirá o esquema geral de apresentação e estrutura dos Artigos Originais. Sua extensão máxima será de dez páginas em espaço duplo com letra no corpo 12. Pode conter até 30 citações bibliográficas que estarão em total conformidade com o anteriormente descrito. Você pode ter até seis figuras ou tabelas. O número de autores não pode ser superior a oito.
3. Seção de Casos Clínicos
Esta seção será destinada à apresentação de casos clínicos ou séries de casos cuja apresentação excepcional merece, na opinião dos autores, ser comunicados ao corpo clínico. Entende-se que devem apresentar os fatos essenciais do caso clínico. A discussão e a bibliografia serão curtas e concisas. Não deve haver mais de seis autores. O comprimento do texto não será superior a seis páginas em espaço duplo com tamanho carta 12. Não serão incluídas mais de seis figuras ou tabelas.
4. Trabalhos de revisão ou atualização da seção e atualizações

Esta seção se destina à publicação de revisões ou atualizações sobre tópicos relevantes ou específicos da prática médica. As resenhas podem ser solicitadas pelo Conselho Editorial ou encaminhadas por iniciativa dos autores. A metodologia de revisão deve ser explicada. No caso de revisão sistemática, as fontes consultadas (por exemplo: SciELO, Medline, Index Medicus, outros), em que idioma foi realizada e em que anos abrange. Independentemente do tipo de revisão –sistemática, exaustiva, descritiva, etc.–, recomenda-se que o artigo siga a seguinte estrutura: Introdução, Metodologia, Desenvolvimento e Discussão, Conclusões. A extensão máxima será de 15 páginas em Word ou linguagem similar, tamanho carta 12, espaço duplo, com no máximo 12 figuras ou tabelas. A Bibliografia será ordenada por ordem de aparecimento de acordo com o indicado na seção Artigos Originais e não poderá ultrapassar 50 citações bibliográficas.
5. Seção de Itens Especiais
Esta seção destina-se à publicação de artigos que não atendam às características descritas nas seções anteriores. A título de exemplo, esta seção pode incluir artigos de opinião, história da medicina, bioética, educação médica, entre outros. Os artigos de opinião serão reservados às autoridades em certos assuntos específicos, para publicação em assuntos considerados de interesse especial para a comunidade médica.
Artigos especiais podem ser solicitados pelo Conselho Editorial ou encaminhados por iniciativa dos autores. Em qualquer caso, o Conselho Editorial da RMU reserva-se o poder absoluto de avaliar, rejeitar, atribuir a categoria que julgar adequada e solicitar as modificações que sejam consideradas pertinentes aos autores, que podem ou não endossar as referidas modificações, restando Apreciação do Conselho Editorial para a aprovação final para publicação do artigo. Os artigos podem ter extensão de até dez páginas, espaço duplo, tamanho carta 12 e máximo de 30 citações bibliográficas. Não podem ter mais de cinco figuras ou tabelas.
6. Seção de Comentário Editorial
Esta seção é destinada a comentários sobre artigos publicados na RMU, no mesmo número ou em números anteriores, ou sobre temas que estejam em discussão ou controvérsia. Seu objetivo é contextualizar o tema do artigo, apontar as principais contribuições, incertezas e áreas nas quais a investigação deve se aprofundar. Serão solicitados pelo Comitê Editorial da RMU. A extensão máxima será de duas páginas em espaço duplo com tabela ou figura e, se for o caso, até cinco citações bibliográficas.
7. Seção de Atualização de Técnicas
Sua extensão máxima será de seis páginas em espaço duplo, tamanho carta 12, no máximo seis figuras ou tabelas serão incluídas.
8. Seção Cartas ao Editor
Incluem comunicações, observações, comentários sobre questões relacionadas à prática médica ou à RMU. A extensão máxima será de duas páginas em espaço duplo com tabela ou figura e, se for o caso, até cinco citações bibliográficas.


Todas as seções, exceto Cartas ao Editor, devem incluir um resumo do texto, que permite ao leitor uma visão geral do tema; Terá no máximo 250 palavras, destacando a importância do tema, introdução, objetivo de sua descrição, explicação do caso ou casos, resultados e conclusões.
Para obter informações adicionais e conselhos sobre a submissão de artigos, consulte o Comitê Editorial da RMU escrevendo para secretariarmu@gmail.com.

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]



© 2014 Sindicato Médico del Uruguay

Bulevar Artigas 1515
CEP 11.200, Montevideo, Uruguai
Tel.: (598-2) - 401 47 01*
Fax: (598-2) - 409 16 03

secretariarmu@gmail.com