ISSN 0255-8122 versão impressa
ISSN 1688-1273 versão online

INSTRUÇÕES PARA OS AUTORES

NORMAS DE PUBLICAÇÃO

 

 

 

 

Objetivo e política

Forma e preparação dos manuscritos



 

 

 

 

 

 

 

 

Objetivo e política

 

A revista Anestesia Analgesia Reanimación é a publicação oficial da Sociedade de Anestesiologia do Uruguai.
Seu conteúdo é: Editorial, Artigos Originais, Casos Clínicos. Revisões, Artigos Especiais, Cartas ao Conselho Editorial, Miscelâneas.
Todos os trabalhos apresentados para sua eventual publicação serão enviados para a análise de dois árbitros independentes e anônimos.
Esta revista está dirigida a anestesiologistas, médicos de cuidados intensivos, cirurgiões e outros colegas de diferentes especialidades médicas e cirúrgicas, dependendo do tema tratado no trabalho publicado. 

 

 

Forma e preparação dos manuscritos

 

1.O trabalho deve ser enviado ao Conselho Editorial da Revista, Sociedad de Anestesiología del Uruguay: Luis Alberto de Herrera 1483,CP 11600, Montevideo-Uruguay

2.Deve-se incluir em uma folha separada uma carta assinada por todos os autores do estudo, explicitando a intenção de publicá-lo e garantindo que não tenha sido publicado anteriormente.

3. Se o trabalho for aprovado, será considerado propriedade da Sociedade de Anestesiologia do Uruguai e não poderá ser apresentado em outra publicação sem o devido consentimento. Os artigos já publicados em outra revista não serão aceitos, exceto aqueles que sejam de nosso interesse e com a devida autorização do editor da publicação e dos autores; a autorização e suas referências serão destacadas em nossa revista.

4.O artigo será escrito em espanhol, com espaço duplo, original e duas cópias com tipografia Times New Roman, tamanho 12, com uma margem esquerda de pelo menos 2,5 cm. Será enviado com uma cópia via e-mail para: bibliosau@adinet.com.uy

5.Todos os artigos, uma vez apresentados na Sociedade, são ingressados com letras e números correlativos à data de chegada à sede, e depois enviados ao Conselho Editorial, que avalia o conteúdo e apresentação. Quando o trabalho é aceito (e podem ser feitas pequenas correções) é enviado para dois árbitros do Comitê Científico (estáveis ou escolhidos de acordo com o tema), e cada um deles, em forma cega e independente (um do outro e dos autores) deve tomar uma das seguintes decisões:

    a.aprovado sem modificações
    b.aceito com correções, mas que não alteram o estilo do autor
    c.rejeitado: nesse caso o trabalho é devolvido ao (s) autor (es)

6. Em todos os casos são enviados comentários aos autores (que são também cegos com respeito aos árbitros)

7. O estudo pode ser rejeitado se o autor não cumpre com as Normas de Publicação.

Apresentação de um artigo original
O texto se divide em capítulos e cada um deles tem que começar em uma folha separada.
Primeira página:
    Título do trabalho, subtítulo
    Nome de cada autor
    Lugar onde o trabalho foi feito
    Nome, endereço, e-mail do autor responsável do estudo
No rodapé, o cargo de cada autor, destacado como segue: *  †  ‡  §  ║ ¶  **  ††  ‡‡
Se há algum subsídio para o estudo deve ser mencionado no rodapé.
Segunda página:
    Resumo em espanhol com no máximo de 250 palavras, com introdução, material e métodos, resultados e conclusões; palavras- chave em espanhol
Terceira página:
    Summary/Abstract and key words

As seções que contém são: Introdução, Material e métodos (incluindo Ética e Estatística), Resultados, Discussão, Conclusões, Bibliografia, Agradecimentos.  Cada uma delas deve começar em uma folha separada.

Bibliografia
Deve-se começar em uma folha separada. O estudo deve ter apenas as referências consultadas, que devem ser numeradas na ordem em que aparecem no texto.
Elas serão redigidas de acordo com o critério utilizado no Index Medicus .
    a. Revistas: Sobrenome do autor (es), Inicial (s) do nome. Título do trabalho. Nome da revista (abreviado de acordo com o critério do Index Medicus), ano de publicação, volume e número; entre parêntese: número da primeira e última páginas. Serão citados os primeiros seis autores; caso forem mais, a citação deve incluir os seis primeiros seguidos da expressão latina et al.
Ex. Katzenstein J, Saralegui J, Ayala W. Situación laboral de la anestesiología en Uruguay. Percepción de los anestesiólogos. Análisis y propuestas. Anest Analg Reanim 2010;23(2)40-50.
    b. Livros e monografias: Sobrenome do (s) autor (es), Inicial (es) do nome. Título,    Subtítulo, número do volume, edição, cidade onde foi publicado, editorial, ano.
    c. Capítulos ou partes de um livro: A entrada se faz pelo autor do capítulo: Sobrenome do (s) autor (es), Inicial (ais) do nome. Título. Referência completa do livro (precedida da expressão latina In) : autor, título, edição (caso seja a primeira, não consignar), lugar de publicação, editora, ano; páginas. Deve-se escrever  p. antes da página inicial e registrar a página final.
Ex. Mammana G, Bertolino M. Rotación o sustitución. In Leone F. Guía para la utilización de analgésicos opioides. Buenos Aires, La Letra, 2004; p.68-119.
    d.Autor corporativista: é a organização responsável pelo estudo. Deve ser mencionado na língua original nas referências. Menciona-se a revista, ano, volume e páginas.
Ex. Expertise Collective. Intubation difficile. Ann Fr, Anesth Reanim 1996;15:207-14.
    e. Congressos, jornadas, reuniões: Autor (es) do estudo. Título. Em: Título do congresso (número), lugar de realização (publicação), sociedade responsável de sua organização, editorial; ano, número da página inicial (precedido da letra p) e página final.
Ex. Scavuzzo HG.Muertes maternas reales. Análisis de casos. Em XIV Congreso Uruguayo de Anestesiología. Reunión Científica de LASRA. Montevideo, Sociedad de Anestesiología del Uruguay. Digraf; 2003, p.7-15.
    f. Artigo em formato eletrônico: Autor. Título. Nome abreviado da revista [tipo de suporte eletrônico], ano [data de acesso]: volume (número): páginas ou indicação da extensão. Disponível em URL.
Ex. Bianchi D. Determinación de PEEP clínicamente útil en ventiladores de las modernas máquinas de anestesia. Anest Analg Reanim [revista na Internet]2009, Dez.[citado 2011 maio 17]:22(2):4-11. Disponível em  htpp://www.scielo.edu.uy/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0255-81222009000200002$ing=es
    g. Site (www) se não está publicado e o acesso é apenas através do site: Autor (es) título (tipo de recurso). Ano (número de telas de computador ou páginas). Obtido de: URL.Data de acesso.
Ex. Ministerio de Salud Pública.Uruguay. Sistema Nacional de Farmacovigilancia.Formulario de Notificación de Sospecha de Reacciones Adversas a Medicamentos.[on-line].[Acesso 20 de novembro 2009].Disponível em: htpp://www.msp.gub.uy/uc_38381_1.html
    h. Arquivo eletrônico: Autor (es).Título (tipo de suporte).Versão.Lugar : Editorial; ano
    i. Material não publicado: deve aparecer como “ para próxima aparição”, uma vez que não todos os temas serão impressos

Agradecimentos
Deve-se incluir aquelas pessoas que têm trabalhado, mais que não cumprem com os critérios de autores, tal como ajuda técnica, ajuda na escrita do manuscrito, ou  apoio geral ao chefe de serviço. Também deve ser incluído aqui o apoio financeiro e os meios materiais recebidos.


Tabelas
Devem ser feitas em folhas diferentes, cada uma em separado, numeradas consecutivamente (na ordem de citação no texto) com  números arábicos e título breve. Cada coluna deve levar um cabeçalho curto. As notas explicativas devem ir no rodapé, assim como a explicação das abreviaturas não conhecidas; serão utilizados os seguintes símbolos: * † ‡ § ║ ¶ **  †† ‡‡. Deve-se identificar as medidas estatísticas, como desvio padrão, média, etc.

Ilustrações
Devem ser nítidas, não maiores do que 20 por 25 cm; numeradas por ordem de aparição no texto, com números arábigos ao pé da ilustração (por ex. Figura 1).
As fotografias das pessoas não devem ser identificadas, a menos que o autor do trabalho tenha o consentimento expresso assinado pelo paciente.
Caso de ilustrações a cor, o autor arcará com as despesas, a menos que a  produção editorial da revista considere imprescindível a sua inclusão e possa custear o gasto.

Abreviaturas
Não podem ser usadas abreviaturas no título nem no resumo. Todas devem ser as reconhecidas pelo Sistema Internacional de Pesos e Medidas. Quando houver um número importante de abreviaturas não reconhecidas deve-se apresentar uma folha separada como Glossário, com o significado de cada uma.
Se uma abreviatura é usada pela primeira vez (exceto as de unidades padrão) deve-se escrever a palavra inteira e, entre parêntese, a abreviatura.

Considerações éticas
Deve-se evitar o uso do nome do paciente, iniciais, lugar de trabalho, número de sócio. Os pacientes não podem ser identificados, a menos que exista um consentimento escrito e assinado por eles, anexado à apresentação de trabalho. Os autores devem provar que atuaram sob as normas éticas do Comitê Hospitalar ou do centro onde o trabalho foi feito ( se o centro de saúde tiver Comitê de Ética, tem que enviar uma fotocópia do comprovante de aprovação do estudo;  caso  contrário, esse comprovante terá de ser feito pelo Chefe do Departamento de Anestesia ou a Direção do centro)onde o trabalho foi feito. Também, os autores devem esclarecer que respeitaram a Declaração de Helsinki, na sua versão revisada em 1983.
As experiências com animais devem seguir as normas de investigação do Instituto Nacional de Pesquisa ou qualquer lei nacional sobre proteção animal (a qual tem de ser mencionada)

Caso clínico
As descrições de relatórios de casos devem seguir as seguintes regras: Resumo (palavra chave), Introdução, Descrição do (s) Caso (s), Discussão e Conclusões; Nelas não devem aparecer mais de seis autores, com um máximo de seis folhas e um total de seis ilustrações ou tabelas.

Revisões
Na seção material e métodos devem ser bem descritas a forma de procura, seleção e obtenção de dados. Esses métodos devem ser também ser mencionados no resumo. Palavras-chave: A extensão máxima não deve superar as 20 páginas, com 15 ilustrações e tabelas no total.
As seções e bibliografia são similares que num artigo original

Cartas ao Conselho Editorial
Serão aceitos comentários curtos e construtivos dos artigos publicados, com uma extensão máxima de duas folhas, cinco referências e palavras-chave incluídas.

Reuniões Científicas Comentadas
Da mesma forma que nos temas prévios, com palavra chave, referências (não mais de sete), e uma extensão limite de quatro folhas,

Artigos Especiais
Estão relacionados com a especialidade, mais não estão incluídos nos itens anteriores. Para serem publicados devem ter resumo com palavra-chave, bibliografia.

Miscelâneas
São aqueles temas que não formam parte de nenhuma das definições previas, mas tem interesse para a especialidade.

Esclarecimento
O Conselho Editorial da Revista Anestesia Analgesia Reanimación não não se resposabiliza pelos pontos de vista e afirmações dos autores dos trabalhos.

 

 

 

[Home] [Sobre nós] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Unported.

© 2011 Sociedad de Anestesiología del Uruguay
Luis Alberto de Herrera 1483
C.P 11.600
Montevideo Uruguay

Telfax: (598) 2628 5880

Tel: (598) 2628 66 67